Voltar ao Início

Você está em:

Senador aliado de Biden é acusado de receber suborno

Os procuradores estão tentando fazer com que Menendez tenha bens confiscados, incluindo sua casa em Nova Jersey
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O senador norte-americano Robert Menendez, do Partido Democrata do estado de Nova Jersey, e sua esposa foram acusados de crimes de suborno devido a seu relacionamento com três empresários, informaram procuradores federais nesta sexta-feira (22).

Menendez está no Senado desde 2006. Ele é presidente do Comitê de Relações Exteriores do Senado dos EUA e um aliado importante do presidente democrata Joe Biden.

A Procuradoria dos EUA acusou os réus de aceitarem milhares de dólares em subornos em troca do uso do poder e da influência de Menendez como senador para proteger e enriquecer os empresários e beneficiar o governo do Egito.

Os procuradores disseram que o suborno inclui dinheiro, ouro, pagamentos para a hipoteca de uma casa, compensação por um emprego com requisitos mínimos, um veículo de luxo e outros itens de valor.

Menendez e sua esposa, Nadine Menendez, enfrentam três acusações criminais cada um.

A resposta do senador
Menendez afirmou em comunicado que os procuradores descaracterizaram o trabalho legislativo rotineiro.

“Os excessos destes promotores são aparentes, os fatos não são como apresentados", afirmou ele.

Um advogado de Nadine Menendez, casada com o senador desde 2020, disse que ela nega qualquer irregularidade e que “se defenderá vigorosamente” contra as acusações no tribunal.

Menendez já havia sido acusado em Nova Jersey de aceitar voos particulares, contribuições de campanha e outros subornos de um patrono rico em troca de favores oficiais, mas um julgamento de 2017 terminou em um impasse com o júri.

Os procuradores estão tentando fazer com que Menendez tenha bens confiscados, incluindo sua casa em Nova Jersey, uma Mercedes-Benz 2019 e cerca de US$ 566 mil em dinheiro, barras de ouro e fundos de uma conta bancária.

Posts Relacionados

G7: líderes de países racham sobre aborto

G7: líderes de países racham sobre aborto

Apoio financeiro à Ucrânia é o principal tema do encontro, na Itália, que tem presença do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky

Acordo autoriza entrada da Ucrânia na Otan

Acordo autoriza entrada da Ucrânia na Otan

Zelensky tem planos para que a Ucrânia entre na Otan já faz tempo, mas com a guerra, perdeu apoio dos países que compõem o grupo

Por que Macron pode dissolver o Parlamento na França?

Por que Macron pode dissolver o Parlamento na França?

A medida ocorreu depois da derrota do partido de Emmanuel Macron para de Le Pen nas eleições do Parlamento Europeu

Temos mais armas nucleares que a Europa toda, diz Putin

Temos mais armas nucleares que a Europa toda, diz Putin

Presidente russo afirmou também estar certo de sua vitória na guerra da Ucrânia, mas disse estar aberto a negociações de paz

Eleições no Parlamento Europeu começam

Eleições no Parlamento Europeu começam

A eleição para o Parlamento Europeu é a segunda maior votação do mundo. Espera-se que a participação neste ano seja a maior da história

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Presidente dos EUA chegou a Paris para participar das celebrações pelos 80 anos do Dia D. Ele se reunirá com o rei Charles III

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Presidente eleita assumirá o cargo um mês antes do pleito americano. Biden e Trump duelam para controlar a narrativa sobre migrantes

África do Sul tem eleições mais acirradas

África do Sul tem eleições mais acirradas

Serão eleitos 400 deputados nomeados proporcionalmente, indicados por 50 partidos. O novo Parlamento nomeará o próximo presidente

pt_BRPortuguese