Voltar ao Início

Você está em:

Irã ajudou Venezuela a ser 1º país com drones armados

Governo de Nicolás Maduro foi o primeiro país latino-americano a tornar público que detém drones com capacidade ofensiva
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Na noite do dia 8 de fevereiro deste ano, os dissidentes das guerrilhas colombianas Farc viveram um inferno, segundo o relato de militares da Colômbia.

Às 3h da manhã, guerrilheiros dissidentes que estavam no Estado venezuelano de Apure, próximo à fronteira com a Colômbia, foram bombardeados pelo ar pelas Forças Armadas da Venezuela.

Conforme publicado alguns dias depois pelo jornal El Colombiano, citando fontes de inteligência das Forças Armadas da Colômbia, o ataque foi realizado com drones armados.
"Isso seria uma novidade porque, se confirmado, faria da Venezuela o segundo país do hemisfério, depois dos Estados Unidos, a usar armamento real a partir de drones", afirma Andrei Serbin Pont, diretor da Coordenadoria Regional de Pesquisas Econômicas e Sociais (CRIES), uma rede de centros de pesquisa na América Latina e no Caribe.

As autoridades venezuelanas nunca confirmaram o uso de drones armados no conflito em fevereiro. Entretanto, alguns meses depois, o governo de Nicolás Maduro exibiu, durante um desfile militar, drones com capacidade de ataque.

Assim, a Venezuela tornou-se, segundo especialistas, o primeiro país da América Latina a ter drones armados.

Para saber como o país conseguiu isso, é preciso voltar a atenção para suas relações com o Irã.

Armados e não tripulados
Em 5 de julho, durante o desfile militar para comemorar o Dia da Independência, as Forças Armadas da Venezuela mostraram dois modelos diferentes de drones com capacidade ofensiva.

O Antonio José de Sucre 100 (ANSU 100) foi apresentado como um meio de "observação, reconhecimento e ataque". Já o Antonio José de Sucre 200 (ANSU 200) foi descrito como uma aeronave de "velocidade, alto sigilo e capacidade de observação, reconhecimento, ataque, caça antidrones e supressão da defesa aérea inimiga".

Segundo o narrador do desfile, ambos os dispositivos eram de "design e fabricação venezuelana".

Posts Relacionados

Número de palestinos mortos em Gaza ultrapassa 35 mil

Número de palestinos mortos em Gaza ultrapassa 35 mil

De acordo com o Hamas, já são 35.091 mortos e 78.827 feridos desde outubro, quando Israel declarou guerra ao grupo

Com poucos soldados, Ucrânia vai recrutar presos

Com poucos soldados, Ucrânia vai recrutar presos

A Rússia anunciou que vai fazer exercícios militares com armas nucleares táticas no sul em resposta a supostas ameaças

EUA interromperam envio de bombas para Israel

EUA interromperam envio de bombas para Israel

Foram bloqueadas as entregas de 1.800 bombas de 907 kg e de 1.700 bombas de 226 kg, segundo funcionário do governo

Hamas pede ajuda para barrar avanço de Israel

Hamas pede ajuda para barrar avanço de Israel

Exército israelense entrou na segunda-feira (6) na cidade, que fica no extremo sul de Gaza e é considerada o último refúgio de moradores

Hamas aceita proposta de cessar-fogo

Hamas aceita proposta de cessar-fogo

Israel afirmou que os termos desta proposta foram amenizados pelo Egito e que não pode aceitar os termos do acordo

Desodorante natural ou antitranspirante: qual é mais saudável?

Desodorante natural ou antitranspirante: qual é mais saudável?

Nos últimos anos, tem crescido no mercado a oferta de desodorantes naturais que prometem ser menos agressivos na pele

EUA acusam Rússia de usar armamento químico

EUA acusam Rússia de usar armamento químico

A Rússia declarou que já não possui um arsenal químico militar, mas o país enfrenta pressões para uma transparência maior

Câmara da Argentina aprova Lei de Bases de Milei

Câmara da Argentina aprova Lei de Bases de Milei

A Lei de Bases aprovada é uma nova versão, reduzida, da 'Lei Ómnibus'. Além disso, aprovou-se um novo pacote fiscal

pt_BRPortuguese