Voltar ao Início

Você está em:

Irã exige novas concessões dos Estados Unidos

Teerã expressa 'preocupação com pontos pendentes' de Washington. Diálogo é tentativa de salvar acordo nuclear de 2015
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O Irã enviou na noite desta segunda-feira (15) sua resposta sobre a questão nuclear ao chefe da diplomacia europeia, Josep Borell, em que estabelece suas condições. A decisão acontece quando a União Europeia afirma que este seria um “texto final”, a ser adotado ou abandonado em definitivo.

A resposta de Teerã, enviada antes da meia-noite, exige mais concessões dos Estados Unidos. “O Irã expressou preocupação com diversos pontos pendentes. Essas não são questões que os ocidentais não possam resolver. Estamos mais próximos de um acordo, mas até que esses problemas sejam resolvidos, o trabalho não será concluído”, afirmou à RFI Seyed Mohammad Marandi, assessor da equipe de negociação iraniana.

Até então, o chefe da diplomacia iraniana, Hossein Amir Abdollahian, havia especificado que os americanos haviam demonstrado “oralmente” flexibilidade em duas das três questões pendentes, mas que o Irã queria garantias de que Washington não sairia novamente - como fez em maio de 2018 - do acordo nuclear firmado em julho de 2015.
Isso significa que nada é definitivo ainda. Especialmente desde que o porta-voz do Departamento de Estado americano, Ned Price, reagiu dizendo que Teerã deveria abandonar suas exigências "supérfluas".

A União Europeia, por sua vez, "estuda" a resposta do Irã ao "texto final" elaborado pelo bloco para salvar o acordo de 2015 sobre a questão nuclear iraniana "em consulta com seus parceiros", anunciou nesta terça-feira (16) uma porta-voz da Comissão Europeia.

Posição de vantagem
Com a guerra na Ucrânia, a crise energética às vésperas do inverno no hemisfério norte e com os avanços consideráveis ​​em seu programa nuclear, Teerã acredita estar em posição de vantagem e quer obter o máximo de concessões dos Estados Unidos e dos países europeus antes de qualquer acordo.

Após meses de impasse, as discussões foram retomadas em 4 de agosto na capital austríaca para mais uma tentativa de salvar, sob a égide da UE, o acordo internacional concluído em 2015 entre Irã, Estados Unidos, Grã-Bretanha, China, França, Alemanha e Rússia.

Posts Relacionados

Número de palestinos mortos em Gaza ultrapassa 35 mil

Número de palestinos mortos em Gaza ultrapassa 35 mil

De acordo com o Hamas, já são 35.091 mortos e 78.827 feridos desde outubro, quando Israel declarou guerra ao grupo

Com poucos soldados, Ucrânia vai recrutar presos

Com poucos soldados, Ucrânia vai recrutar presos

A Rússia anunciou que vai fazer exercícios militares com armas nucleares táticas no sul em resposta a supostas ameaças

EUA interromperam envio de bombas para Israel

EUA interromperam envio de bombas para Israel

Foram bloqueadas as entregas de 1.800 bombas de 907 kg e de 1.700 bombas de 226 kg, segundo funcionário do governo

Hamas pede ajuda para barrar avanço de Israel

Hamas pede ajuda para barrar avanço de Israel

Exército israelense entrou na segunda-feira (6) na cidade, que fica no extremo sul de Gaza e é considerada o último refúgio de moradores

Hamas aceita proposta de cessar-fogo

Hamas aceita proposta de cessar-fogo

Israel afirmou que os termos desta proposta foram amenizados pelo Egito e que não pode aceitar os termos do acordo

Desodorante natural ou antitranspirante: qual é mais saudável?

Desodorante natural ou antitranspirante: qual é mais saudável?

Nos últimos anos, tem crescido no mercado a oferta de desodorantes naturais que prometem ser menos agressivos na pele

EUA acusam Rússia de usar armamento químico

EUA acusam Rússia de usar armamento químico

A Rússia declarou que já não possui um arsenal químico militar, mas o país enfrenta pressões para uma transparência maior

Câmara da Argentina aprova Lei de Bases de Milei

Câmara da Argentina aprova Lei de Bases de Milei

A Lei de Bases aprovada é uma nova versão, reduzida, da 'Lei Ómnibus'. Além disso, aprovou-se um novo pacote fiscal

pt_BRPortuguese