Voltar ao Início

Você está em:

Justiça da Ucrânia começa julgamento por crime de guerra

O soldado acusado, Vadim Shishimarin, tem 21 anos e confirmou que ele estava na Ucrânia lutando pelas tropas russas
Amanda Omura

Amanda Omura

O primeiro julgamento na Ucrânia por crime de guerra desde o início da invasão russa foi iniciado na tarde desta sexta-feira (13). Uma Corte ucraniana julga um soldado russo capturado e acusado de ter atirado contra um civil.

Na primeira sessão, o próprio réu e testemunhas do episódio estão sendo ouvidas. O soldado acusado, Vadim Shishimarin, tem 21 anos e confirmou que ele estava na Ucrânia lutando pelas tropas russas, mas não foi perguntado ainda se ele confirma que atirou contra um civil.

Segundo a denúncia da Procuradoria-geral da Ucrânia, Shishimarin atirou de um carro contra um ucraniano de 62 anos que andava em uma rua do vilarejo de Chupakhivka, nos arredores de Kiev, em 28 de fevereiro, apenas quatro dias após o início da invasão russa na Ucrânia. Se condenado, ele pode pegar prisão perpétua.
Ainda de acordo com a acusação, o soldado e mais três militares russos que o acompanhavam roubaram o veículo em que estavam de outro civil para fugir de tropas ucranianas. No caminho, passaram pela vítima, que andava de bicicleta e falava ao telefone.
Shishimarin foi capturado posteriormente por tropas ucranianas.

Soldado russo será julgado por crime de guerra em Kiev
"As rodas da Justiça começaram a girar, e este processo vai semear resultados", declarou a procuradora-geral da Ucrânia, Iryna Venediktova, sobre o julgamento.
A próxima sessão do julgamento acontecerá na semana que vem, quando Shishimarin será ouvido sobre o crime pelo qual é acusado.

O caso é o primeiro de ao menos 10.000 suspeitas de crimes de guerra que a Ucrânia disse ter identificado desde o início dos ataques da Rússia ao país.

Na quinta-feira (12), o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas aprovou a abertura de investigação sobre suspeitas de violações cometidas por tropas russas na Ucrânia. No mesmo dia, militares da Rússia foram flagrados por câmeras atirando nas costas de civis ucranianos que caminhavam na rua e morreram.

Posts Relacionados

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

A profundidade do terremoto, de acordo com a USGS, foi de 5 quilômetros abaixo da superfície -- uma profundidade considerada baixa

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Ele também afirmou que apoiar a Ucrânia é importante porque os russos estão recebendo ajuda para aumentar sua indústria de defesa

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

O primeiro-ministro de Israel é pressionado pela antecipação de eleições gerais e pela crise deflagrada em sua coligação extremista

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

A Guarda Revolucionária do Irã anunciou que sete de seus membros, entre eles três comandantes, morreram no bombardeio

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Os Estados Unidos optaram por jogar caixas de aviões porque há dificuldades para entrar com caminhões na Faixa de Gaza

Rússia e China vetam proposta dos EUA de cessar-fogo

Rússia e China vetam proposta dos EUA de cessar-fogo

Ao justificar seu voto, o embaixador da Rússia na ONU, Vassily Nebenzia, acusou os Estados Unidos de falsas promessas

Regime cubano tenta aplacar a ira da população

Regime cubano tenta aplacar a ira da população

As manifestações populares foram contidas pela repressão policial, em sincronia com o bloqueio imediato do serviço de internet

O que esperar do triunfo eleitoral de Putin?

O que esperar do triunfo eleitoral de Putin?

Presidente russo usará reeleição com supostos 87,2% dos votos como demonstração da unidade nacional para prolongar guerra

pt_BRPortuguese