Voltar ao Início

Você está em:

Justiça não pode agir como ‘avestruz’ e analisará ‘abusos’ nas redes sociais na eleição, diz Moraes

Ministro do STF, que comandará TSE durante eleições, defendeu que redes sejam tratadas como mídia tradicional
Amanda Omura

Amanda Omura

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, que comandará o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) durante as eleições de outubro, afirmou nesta sexta-feira (3) que a Justiça vai analisar casos de abuso de poder político e econômico cometidos por candidatos em todos os meios de comunicação, inclusive as redes sociais.

De acordo com Moraes, a Justiça Eleitoral não pode se comportar como "avestruz" e "fingir que nada acontece" no ambiente virtual.

"Todos os meios das redes serão considerados meios de comunicação para fins de abuso de poder econômico e abuso de poder político", afirmou Moraes ao participar do Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral, cujo tema foi "Democracia em Ação".
"Quem abusar por meio dessas plataformas, sua responsabilidade será analisada pela Justiça Eleitoral da mesma forma que o abuso de poder político, de poder econômico, pela mídia tradicional, por outros meios de comunicação", acrescentou o ministro.
"Não podemos fazer a política judiciária do avestruz, fingir que nada acontece: que bonito, coloca a cabeça, não, é uma empresa de tecnologia", completou.

O ministro também afirmou que "de tédio ninguém vai morrer" neste ano de eleições no Brasil.

“De uma coisa vamos ter certeza: esse ano, e os últimos acontecimentos, também mostram que, de tédio ninguém vai morrer esse ano”, disse. “De monotonia, ninguém vai morrer. Cada dia uma aventura para que possamos consolidar o que o Brasil vem consolidando”, afirmou.

“Eu diria até que é demais, é exagerado, o número de obstáculos que têm surgido em relação a algo que parecia totalmente consolidado no Brasil, que eram as eleições”, declarou Moraes.

O presidente Jair Bolsonaro e aliados dele têm feito ataques ao sistema eletrônico de votação e colocado em dúvida o processo eleitoral, sem apresentar provas das acusações.

Decisão de Nunes Marques
A afirmação foi feita um dia após o ministro Nunes Marques, do STF, derrubar decisão do TSE que havia cassado o mandato do deputado estadual Fernando Francischini (União Brasil-PR) por propagação de informações falsas sobre o sistema de votação.

Posts Relacionados

O que é o Sistema Nacional de Cultura, sancionado por Lula nesta semana

O que é o Sistema Nacional de Cultura, sancionado por Lula nesta semana

Mecanismo tem sido chamado de 'SUS da Cultura' e promete facilitar o acesso aos financiamentos no segmento

Em meio a crise na Petrobras, governo resolve pagar metade dos dividendos

Em meio a crise na Petrobras, governo resolve pagar metade dos dividendos

Com pagamento de aproximadamente R$ 20 bilhões, União terá direito a R$ 6 bilhões, valor que ajudará na meta fiscal

Haddad repete apelo por ‘pacto’ entre Poderes para cumprimento de metas

Haddad repete apelo por ‘pacto’ entre Poderes para cumprimento de metas

Pacheco, presidente do Senado, declarou a perda de validade de trechos da MP editada pelo governo para elevar receitas

Câmara aprova retrocessos na pauta ambiental e pode fragilizar prevenção

Câmara aprova retrocessos na pauta ambiental e pode fragilizar prevenção

Textos liberam garimpo em reservas, flexibilizam medidas contra incêndios e extinguem taxas que custeiam Ibama

No Brasil, Macron pretende negociar investimentos bilaterais

No Brasil, Macron pretende negociar investimentos bilaterais

Presidente francês passará por 4 cidades em 3 dias a partir da semana que vem; comitiva terá cerca de 140 empresários

Bloqueio no orçamento deve ser de menos de R$ 5 bilhões, diz Haddad a Lula

Bloqueio no orçamento deve ser de menos de R$ 5 bilhões, diz Haddad a Lula

Valor do bloqueio deve ficar em R$ 3 bilhões. Lula comemorou a notícia com os integrantes da equipe econômica

PF diz que Bolsonaro agiu com consciência e pediu falsificação de cartões de vacina

PF diz que Bolsonaro agiu com consciência e pediu falsificação de cartões de vacina

Relatório de inquérito indicia ex-presidente por associação criminosa e inserção de dados falsos em sistema

Governo deve realizar ações para proteção ao meio ambiente na Amazônia

Governo deve realizar ações para proteção ao meio ambiente na Amazônia

Executivo terá de apresentar plano para fiscalização, combate a crimes ambientais, e medidas para reduzir o desmatamento

pt_BRPortuguese