Voltar ao Início

Você está em:

Lula está disposto a criar Ministério da Micro e Pequena Empresa

Segundo um interlocutor de Lula, ele já pediu os estudos para a criação do ministério, que ficaria vinculado com o Sebrae
Amanda Omura

Amanda Omura

O presidente Lula está mesmo disposto a criar o Ministério da Micro e Pequena Empresa para ajudar a abrir espaço na Esplanada dos Ministérios para o Centrão. A ideia é colocar a nova pasta nas negociações.

Segundo um interlocutor de Lula, ele já pediu os estudos para a criação do novo ministério, que ficaria também com o Sebrae vinculado à pasta, uma forma de dar mais atratividade para a área.

Como, a princípio, Republicanos não quer esse ministério, ele pode ser oferecido ao Progressista. Ou, então, transferir algum ministro atual para a nova pasta, como o de Portos e Aeroportos, Márcio França, para que seja aberto espaço para o Centrão.

Nomes já acertados
Lula já definiu os nomes dos ministros do Centrão que irão para o governo: André Fufuca (PP-MA) e Silvio Costa Filho (Rep-PE). Falta definir o ministério de cada um.

As duas legendas gostariam de manter o formato original proposto ao governo, os ministérios do Desenvolvimento Social e o de Esportes, mas Lula resiste a entregar a pasta do Bolsa Família e não quer demitir Ana Moser.

Depois de voltar do Paraguai, o presidente pode se encontrar nesta terça-feira (15) com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e, na quarta (16), com o presidente do Republicanos, deputado Marcos Pereira.

A ideia é tentar fechar as negociações nesta semana, para que o Congresso vote as principais medidas da agenda econômica do governo.
Declarações de Haddad
Interlocutores do presidente destacam ainda que Lula tem agora também a missão de acalmar o clima dentro da Câmara dos Deputados, depois que o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, deu declarações que irritaram os deputados.

Ele disse que a Câmara tem muito poder e não pode humilhar o Senado nem o Executivo. Diante da repercussão negativa, Haddad ligou para Lira para se explicar e, a pedido do presidente da Câmara, deu uma entrevista recuando na sua fala.

A avaliação dentro do governo é que o episódio acaba dando mais munição para PP e Republicanos nas negociações para reforçarem oficialmente a base aliada do governo Lula dentro do Congresso.

Posts Relacionados

Toffoli cobra dados sobre atuação da Transparência Internacional na Lava Jato

Toffoli cobra dados sobre atuação da Transparência Internacional na Lava Jato

Ministro do STF diz ser preciso investigar se recursos públicos foram parar na ONG, que nega recebimento

Lula chama evento com Tarcísio em SP de ‘ato civilizatório’, e diz que dará ‘todo apoio’

Lula chama evento com Tarcísio em SP de ‘ato civilizatório’, e diz que dará ‘todo apoio’

Presidente e governador participaram de cerimônia sobre construção de túnel entre Santos e Guarujá

Bolsonaro pode ter recebido informações da Abin após ex-presidente deixar o cargo

Bolsonaro pode ter recebido informações da Abin após ex-presidente deixar o cargo

A suspeita é de que assessores de Carlos Bolsonaro pediam informações para o ex-diretor da Abin, Alexandre Ramagem

Governo estuda prorrogar GLO em portos e aeroportos por 6 meses

Governo estuda prorrogar GLO em portos e aeroportos por 6 meses

As Forças Armadas ganharam poder de polícia nos aeroportos, e nos portos a Marinha passou a monitorar os acessos

Lula conversa com presidente do Equador e oferece ajuda em crise de segurança

Lula conversa com presidente do Equador e oferece ajuda em crise de segurança

Há preocupação no Palácio do Planalto de que a escalada da violência atinja brasileiros que vivem no Equador

CGU conclui que é falso registro de que Bolsonaro teria se vacinado contra a Covid

CGU conclui que é falso registro de que Bolsonaro teria se vacinado contra a Covid

De acordo com a Controladoria, os resultados serão encaminhados às autoridades do estado e do município de São Paulo

Isenção fiscal para líderes religiosos tiraR$ 300 milhões dos cofres públicos

Isenção fiscal para líderes religiosos tiraR$ 300 milhões dos cofres públicos

Suspensão da regra que desonerava líderes religiosos abriu novo capítulo de desgaste com equipe econômica

G20 terá grupo de Empoderamento Feminino para discutir igualdade e misoginia

G20 terá grupo de Empoderamento Feminino para discutir igualdade e misoginia

Como Brasil preside grupo de países, debates serão coordenados pela ministra das Mulheres, Cida Gonçalves

pt_BRPortuguese