Voltar ao Início

Você está em:

Ministra da Saúde pede que população receba agentes de combate à dengue

Ministra pede 'mobilização nacional', com população atuando para reduzir focos de mosquitos. Casos da doença ultrapassam 365 mil
Amanda Omura

Amanda Omura

Em pronunciamento em cadeia de rádio e TV na noite desta terça-feira (6), a ministra da Saúde, Nísia Trindade, pediu à população para reforçar cuidados contra focos de dengue e receber os agentes de combate a endemias do ministério em suas casas.
"Receba-os, ajude-os na localização e na erradicação de possíveis focos do mosquito em sua casa e na sua vizinhança", disse a ministra.

Segundo um estudo do Ministério da Saúde, 75% dos focos do mosquito da dengue estão dentro da casa dos brasileiros. O país enfrenta uma escalada no número de casos da doença, com mais de 364 mil casos registrados até agora.

Segundo o painel de monitoramento de arboviroses do ministério, há 40 mortes pela doença confirmadas desde o começo do ano, com outros 265 óbitos em investigação.

No pronunciamento, Nísia Trindade destacou a necessidade de ações de prefeitos e governadores na limpeza urbana e apoio a sistemas de saúde, mas também da população, no que chamou de "mobilização nacional".

A ministra estimulou a adoção de medidas de combate aos focos dos mosquitos, como
tampar as caixas d’água;
descartar o lixo corretamente;
manter as vasilhas de água dos animais sempre limpas;
guardar garrafas e pneus em locais cobertos; e
retirar água acumulada dos vasos e plantas.

No fim de semana, a titular da pasta destacou a gravidade da situação de emergência em locais como Rio de Janeiro, Minas e Distrito Federal, mas negou que haja uma epidemia nacional.

Vacinação
Nísia ressaltou o começo de um programa de vacinação contra a doença, restrito pela quantidade de doses disponíveis e focado inicialmente em municípios com maior incidência da doença e no grupo de crianças com entre 10 e 14 anos.

A demanda da vacina pelo Ministério da Saúde para aplicação no SUS levou o laboratório japonês Takeda, responsável pelo imunizante, a anunciar que o fornecimento para a rede privada sofrerá limitações.

A empresa informou em nota que vai "priorizar o quantitativo necessário para que as pessoas que tomaram a primeira dose do imunizante na rede privada completem seu esquema vacinal, de acordo com a posologia de duas doses subcutâneas".

Posts Relacionados

SP tem alta de 32% em casos de gastroenterite em 2023; como prevenir

SP tem alta de 32% em casos de gastroenterite em 2023; como prevenir

Transmitida pelo contato com bactérias ou vírus presentes em água e alimentos contaminados, virose é comum no período de verão

Rio proíbe uso de celulares nas escolas até no recreio; veja exceções

Rio proíbe uso de celulares nas escolas até no recreio; veja exceções

A medida veio depois de uma consulta pública, aberta em dezembro, em que 83% concordaram com a restrição

Um terço dos eleitores do RJ ainda não tem biometria cadastrada; prazo vai até maio

Um terço dos eleitores do RJ ainda não tem biometria cadastrada; prazo vai até maio

TRE-RJ quer cadastrar cerca de 4,4 milhões de eleitores até eleições municipais. Total representa 34,15% do eleitorado do estado

Entenda por que tem mais dengue com o El Niño e por que a situação pode piorar

Entenda por que tem mais dengue com o El Niño e por que a situação pode piorar

É esperado um pico da epidemia para o final de março e começo de abril, o que gera uma 'perspectiva grande de piorar o quadro'

Ambev começa credenciamento de ambulantes para trabalhar no carnaval

Ambev começa credenciamento de ambulantes para trabalhar no carnaval

Segundo a empresas, podem se inscrever somente pessoas maiores de 18 e que possuam residência no município de São Paulo

Celular Seguro ultrapassa 12 mil alertas de roubo ou perda um mês após lançamento

Celular Seguro ultrapassa 12 mil alertas de roubo ou perda um mês após lançamento

O principal motivo de bloqueio foi roubo (5.496 ocorrências), seguido de furto (3.965), perda (2.549) e outros (601)

Mais de um terço dos municípios têm moradores em áreas de risco de desastres

Mais de um terço dos municípios têm moradores em áreas de risco de desastres

Documento de ministérios do governo federal identificou 1.942 cidades com regiões suscetíveis a deslizamentos, enxurradas e inundações

Leilão da Receita tem carro por R$ 15 mil e celulares por R$ 500; veja como participar

Leilão da Receita tem carro por R$ 15 mil e celulares por R$ 500; veja como participar

As propostas de valor para o leilão podem ser feitas até as 21h do dia 29 de janeiro, e a sessão pública para lances ocorre

pt_BRPortuguese