Voltar ao Início

Você está em:

Moradores de Manaus cavam poços na tentativa de encontrar água potável

A seca que atinge a região secou rios e lagos, prejudicando o envio de mantimentos para comunidades mais isoladas
Amanda Omura

Amanda Omura

A população ribeirinha tem sofrido com a falta de água provocada pela seca no Norte do país. A estiagem secou os rios e dificultou a locomoção entre as cidades no Amazonas. E não tem faltado água apenas para navegação, tem faltado também para beber.

O vendedor Isaque Cícero Rodrigues conta que é a segunda vez, em menos de um mês, que precisa cavar um poço perto de casa em Manaus (AM). A terra seca já foi uma área com muita água, mas a estiagem mudou o cenário.

Ele mora em um bairro que fica às margens do lago do Puraquequara. "Esse ano, pelo menos, eu não tinha acompanhado uma seca dessa. Em 2010, teve uma seca muito grande, mas não chegou ao nível dessa que está agora", conta.

Isaque conta que decidiu continuar em casa, mesmo sem água, porque ela fica no limite para acesso a energia elétrica e internet. Na dificuldade, ele também trabalha para ajudar outras pessoas.

"Além de ter água para mim e para os meus amigos, que precisam também, porque nem no lado de lá dá para cavar cacimba. Então, eu tenho aqui ainda cedo água para meus amigos também", relata.

A comunidade de São Francisco do Mainã está cercada por lama. Somente embarcações pequenas, conduzidas por quem conhece bem os caminhos dos rios na vazante, conseguem chegar. As embarcações maiores, como um barco escola, estão atoladas e não há previsão para que voltem a navegar.

Quem enfrenta dificuldades para ter água potável, alimentos e acesso a serviços básicos, só espera por ajuda.

"Nós estamos aqui em isolamento. Praticamente apenas algumas pessoas têm saído e a gente não recebeu nenhum tipo de ajuda, nem com alimento, nem com água potável, ou algum tipo de benefício", fala a merendeira Joanny da Silva Leite.

A prefeitura de Manaus disse que montou uma força-tarefa emergencial para levar ajuda humanitária às vítimas da estiagem. Disse ainda que 3,5 mil famílias ribeirinhas já foram beneficiadas com centenas de cestas básicas, kits de higiene e água potável.

Posts Relacionados

Desmatamento tem queda de 40% na Amazônia, mas está em alta no Cerrado

Desmatamento tem queda de 40% na Amazônia, mas está em alta no Cerrado

Redução do desmatamento na Amazônia no primeiro trimestre é de 40% neste ano em comparação com o ano passado

Poder Público deve indenizar famílias de vítimas de tiroteios em operações policiais

Poder Público deve indenizar famílias de vítimas de tiroteios em operações policiais

Indenização não será devida se governos conseguirem provar que não houve participação de agentes de segurança em mortes

Brasil chega a 575 mil médicos ativos, vê número de mulheres aumentar e desigualdade persistir

Brasil chega a 575 mil médicos ativos, vê número de mulheres aumentar e desigualdade persistir

Dados mostram desigualdade na distribuição e fixação de profissionais, com menos médicos no interior e em cidades pequenas

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Ministério da Agricultura reconheceu que unidades federativas estão livres da doença

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Estudo coletou amostras de cabelo de 287 indígenas do subgrupo Ninam, e apontou que todos eles vivem sob exposição

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Grupo foi perseguido, torturado e expulso de suas terras – crimes reconhecidos pela Comissão Nacional da Verdade

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

No Brasil, segundo Ministério da Saúde, 13 milhões de pessoas sofrem com alguma condição rara

Ministério da Saúde amplia vacinação da dengue para mais 154 cidades

Ministério da Saúde amplia vacinação da dengue para mais 154 cidades

Segundo a pasta, distribuição das doses começa a partir da nota técnica que será publicada nesta quarta (27)

pt_BRPortuguese