Voltar ao Início

Você está em:

Otan convida formalmente Finlândia e Suécia para aliança

Turquia decidiu aceitar que países nórdicos façam parte da aliança, o que destravou negociação. Moscou prometeu retaliação
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Em um passo histórico, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) anunciou nesta quarta-feira (29) que convidou formalmente a Finlândia e a Suécia para fazer parte da aliança militar ocidental.
"Hoje, decidimos convidar a Finlândia e a Suécia para se tornarem membros da Otan, e concordamos em assinar o Protoclo de Acesso", anunciou o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, em comunicado após a primeira reunião da cúpula do grupo que acontece esta semana em Madri, na Espanha.

Com o movimento, o provável ingresso dos dois países escandinavos coloca a Otan em uma proximidade territorial sem precedentes com a Rússia, que atacou a Ucrânia sob o argumento de que a aliança ocidental se aproximava demais de seu país. Só a Finlândia tem uma fronteira de mais de 1,3 quilômetros de extensão com o território russo.

As portas para o convite, formalizado nesta manhã por Stoltenberg, já haviam sido abertas na noite de terça-feira (28), quando a Turquia, país membro da Otan que travava a entrada dos países nórdicos no bloco, mudou de posição após negociações na capital espanhola. O presidente turco, Tayip Erdogan, acusa os governos finlandês e sueco de dar asilo a cidadãos turcos considerados terroristas por Ancara, o que ambos os países negam.

A Rússia, tema central da cúpula que a Otan realiza esta semana na capital espanhola, já havia prometido retaliações "sem precedentes" caso os dois países nórdicos ingressem na aliança militar do Ocidente.

Finlândia e Suécia ignoraram as ameaças e, em maio, entregaram solicitação formal de pedido de adesão à Otan.

O movimento indicou também a mudança de postura dos dois países, que adotavam a neutralidade em conflitos internacionais e, por isso, não faziam parte da Otan nem de qualquer outro grupo militar. O abandono à neutralidade da Suécia e da Finlândia foi a primeira grande mudança na geopolítica mundial desde o início da guerra na Ucrânia, em 24 de fevereiro.

Posts Relacionados

Milei se encontra com Elon Musk e oferece apoio

Milei se encontra com Elon Musk e oferece apoio

Presidente da Argentina, Milei ofereceu apoio a Musk nos processos da Justiça brasileira em que o bilionário está sendo investigado

México pede suspensão do Equador na ONU

México pede suspensão do Equador na ONU

O objetivo da denúncia mexicana é "garantir a reparação do dano moral infligido ao Estado mexicano e a seus cidadãos", disse a ministra

Netanyahu diz que já tem data para atacar Rafah

Netanyahu diz que já tem data para atacar Rafah

Ele não deu mais detalhes. Pouco depois, o Departamento de Estado dos Estados Unidos disse que não foi informado sobre os planos

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

A profundidade do terremoto, de acordo com a USGS, foi de 5 quilômetros abaixo da superfície -- uma profundidade considerada baixa

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Ele também afirmou que apoiar a Ucrânia é importante porque os russos estão recebendo ajuda para aumentar sua indústria de defesa

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

O primeiro-ministro de Israel é pressionado pela antecipação de eleições gerais e pela crise deflagrada em sua coligação extremista

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

A Guarda Revolucionária do Irã anunciou que sete de seus membros, entre eles três comandantes, morreram no bombardeio

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Os Estados Unidos optaram por jogar caixas de aviões porque há dificuldades para entrar com caminhões na Faixa de Gaza

pt_BRPortuguese