Voltar ao Início

Você está em:

Outono aumenta riscos de problemas respiratórios; veja dicas para reduzir contágio

Com a flexibilização das máscaras, as infecções virais aumentarão. É essencial que as pessoas continuem se protegendo
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O outono começou no domingo (20) e fatores típicos da estação, como o ar mais seco e a poluição, podem prejudicar o desempenho das defesas naturais do nosso sistema respiratório.
“O tempo frio e seco, habitual do outono e do inverno, leva a um ressecamento das vias aéreas, o que aumenta a dificuldade de formar o muco de forma adequada. Isso diminui a capacidade de defesa da via contra microrganismos", explica o pneumologista Frederico Fernandes, diretor da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia.
As infecções mais comuns no outono são as virais, como gripe e resfriado. "Em geral, esses vírus circulam mais a partir de abril, maio, com uma grande incidência de influenza (gripe) no final de maio e começo de junho. Começa no outono e se estende até o inverno", diz Fernandes.

O pneumologista acredita que, com a flexibilização das máscaras, essas infecções virais aumentarão em 2022. Por isso, é essencial que pessoas com sintomas de infecção respiratória continuem se protegendo e, por consequência, protegendo o próximo.

Infecção bacteriana
Outro tipo de infecção frequente é a bacteriana: amigdalite, faringite, sinusite e pneumonia.

"Se uma virose respiratória começa a ficar mais arrastada, não melhora depois de três dias, ela pode ter se transformado em bacteriana. É preciso atenção caso os sintomas se prolonguem", alerta o pneumologista.
Os sinais de alerta são: febre alta persistente, queda no estado geral de saúde (como a falta de apetite), dificuldade para respirar ou respiração trabalhosa e sintomas que não melhorar a partir do terceiro dia.

Já as manifestações alérgicas mais comuns são a rinite, asma e bronquite. Alguns gatilhos frequentes da estação são: mudanças de temperatura, baixa umidade do ar, mofo, poeira, ácaros.

Dicas para prevenir os problemas respiratórios
Apesar de não ser possível prevenir algumas formas de infecção, algumas atitudes podem reduzir a chance de contágio:

Lavar as mãos frequentemente
Lavar o nariz com soro fisiológico pelo menos três vezes ao dia
Manter hábitos saudáveis (boa noite de sono, exercício físico e alimentação balanceada)
Tomar bastante líquidos
Umidificar o ambiente
Estar com as vacinas em dia
Evitar ambientes fechados ou mal ventilados
Evitar ambientes poluídos
Evitar acúmulo de poeira e mofo em casa
Evitar cobertores e malhas que soltam pelos

Posts Relacionados

Mitos e fatos sobre nutrição: o glúten realmente faz mal?

Mitos e fatos sobre nutrição: o glúten realmente faz mal?

O glúten tem sido o vilão: cada vez mais pessoas não toleram o conjunto de proteínas encontrados no trigo e em outros grãos

Como determinar o tamanho ideal das porções de comida para cada pessoa

Como determinar o tamanho ideal das porções de comida para cada pessoa

Além da qualidade dos alimentos, também é importante consumir uma quantidade adequada. Como calcular isso?

Passar protetor solar apenas em algumas partes do rosto traz alerta para saúde

Passar protetor solar apenas em algumas partes do rosto traz alerta para saúde

Prática que visa criar um 'jogo de luz e sombra na pele' ao passar protetor solar apenas em partes do corpo não é recomendada

Por que o álcool é tão perigoso para o cérebro dos jovens

Por que o álcool é tão perigoso para o cérebro dos jovens

O álcool é uma toxina. Seus riscos incluem acidentes, doenças do fígado e muitos tipos de câncer, até em pequenas quantidades

Candidíase em homens: como surge a infecção que causa coceira e manchas

Candidíase em homens: como surge a infecção que causa coceira e manchas

A 'Candida albicans' é um tipo de fungo que normalmente coexiste em equilíbrio na microbiota humana, e faz parte do corpo

Cosméticos: quais substâncias nossa pele consegue ou não absorver

Cosméticos: quais substâncias nossa pele consegue ou não absorver

Marketing traz apelo de várias substâncias com promessas de resultados, mas nem tudo é absorvido pela pele

A teoria do ‘útero errante’ que deu origem ao ultrapassado conceito de histeria

A teoria do ‘útero errante’ que deu origem ao ultrapassado conceito de histeria

Esta crença existiu há mais de 2,4 mil anos, mas o paradigma sobre como o suposto 'animal' afetava o corpo se manteve

Psicóloga incentiva adultos a cuidarem de sua criança interior para superar traumas

Psicóloga incentiva adultos a cuidarem de sua criança interior para superar traumas

Com mais de 8 milhões de seguidores, Nicole Lepera fala sobre como os traumas influenciam a vida adulta em vídeos

pt_BRPortuguese