Voltar ao Início

Você está em:

Perda de massa muscular: para o futuro é começar a fazer uma reserva

Veja os impactos para a saúde, incluindo o sistema imunológico, e quais atividades são indicadas para ter ganho de massa
Amanda Omura

Amanda Omura

Em caso de uma emergência financeira, nada melhor do que ter dinheiro guardado, de reserva, para não ficar na mão. O mesmo acontece no corpo humano, com os responsáveis pelos movimentos: os músculos.

Agora, ao contrário do dinheiro, em que um contratempo pode ser eventual, quando falamos dos músculos, a perda é certa – o que justifica ainda mais o investimento em uma reserva.

De acordo com os especialistas, dois pontos são fundamentais quando se pensa em perda de massa muscular:
Ela vai acontecer inevitavelmente com o envelhecimento.
Não tem momento certo para mudar de estilo de vida e passar a investir em exercícios de fortalecimento muscular. Sempre é tempo!

Causas da perda muscular
A perda de massa e força muscular está diretamente atrelada ao envelhecimento. Um artigo de 2023 da Universidade de Stanford aponta que o enfraquecimento dos músculos pode começar já durante os 30 anos de idade.
Mas, mesmo com um início que pode ser considerado prematuro, o declínio muscular se acentua a partir dos 50 anos. O artigo mostra que, a cada década, o percentual da perda de massa muscular aumenta, chegando a 8% na faixa dos 70 anos.

Liu Chiao Yi, professora do curso de Fisioterapia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), explica que, apesar de a perda muscular ocorrer a partir dos 30 anos, as taxas de enfraquecimento podem variar entre as pessoas – principalmente se considerado o estilo de vida adotado.
Quando se observa a força muscular, a diminuição tende a ser ainda mais acentuada com a idade. Se com 50 anos, a estimativa é que o percentual de perda seja de 4%, com 70 anos, esse valor chega a 12%.

Apesar de a idade ser determinante no enfraquecimento dos músculos, outros fatores também podem contribuir para perda muscular:
Falta de atividade física;
Dieta pobre em proteínas;
Alterações hormonais – a diminuição da produção de hormônios anabólicos (por exemplo, hormônio do crescimento e testosterona) e o aumento de hormônios catabólicos (por exemplo, cortisol) podem afetar negativamente a síntese e a manutenção de proteínas musculares;
Doenças crônicas como diabetes, doenças cardiovasculares, doenças pulmonares crônicas e condições inflamatórias;
Uso de medicamentos – corticosteroides e alguns tipos de medicamentos para tratamento de doenças crônicas podem ter efeitos colaterais que contribuem para a perda muscular;
Traumas e lesões – lesões graves, cirurgias ou períodos prolongados de imobilização devido a problemas de saúde podem levar à atrofia muscular.

A professora pontua que, uma vez que a perda muscular pode estar associada a mais de um fator, nem toda diminuição de massa muscular pode ser considerada sarcopenia.

O fisiologista e professor da Faculdade de Educação Física e Esporte da USP (EEFE) Hamilton Roschel também comenta que, apesar de a condição estar vinculada ao envelhecimento, nem todas as pessoas vão sofrer essa perda na mesma intensidade.

Posts Relacionados

Vermelhidão, ressecamento, lesões e coceira: pode ser dermatite atópica

Vermelhidão, ressecamento, lesões e coceira: pode ser dermatite atópica

A dermatite atópica também é conhecida como eczema atópico. De origem grega, o termo significa pele que ferve

Por que algumas pessoas se sentem cansadas o tempo todo?

Por que algumas pessoas se sentem cansadas o tempo todo?

Para algumas pessoas, não importa quanto tempo durmam, elas ainda se sentem cansadas e com pouca energia. Por quê?

Manual de sobrevivência para o carnaval: veja cuidados para evitar ressaca

Manual de sobrevivência para o carnaval: veja cuidados para evitar ressaca

Em tempos de carnaval, nada melhor do que curtir a folia ao máximo. Mas você pensa na sua saúde enquanto aproveita?

O que acontece com corpo quando se para de tomar café

O que acontece com corpo quando se para de tomar café

Costuma causar dor de cabeça, mas também melhora o humor, o sistema gastrointestinal e até a aparência

Dengue: quais são os sintomas e quando é hora de buscar um hospital

Dengue: quais são os sintomas e quando é hora de buscar um hospital

Brasil registrou explosão no número de casos de dengue nas duas primeiras semanas deste ano, com 55.859 casos prováveis

Colágeno: quais os efeitos reais do suplemento na pele?

Colágeno: quais os efeitos reais do suplemento na pele?

Apesar de ser um suplemento popular, o colágeno ainda carece de boas evidências científicas que respaldem o principal benefício

Por que devemos investir no consumo de frutas, legumes e verduras

Por que devemos investir no consumo de frutas, legumes e verduras

Alimentos contêm substâncias bioativas que ajudam no nosso metabolismo. Quanto mais colorido o prato, melhor

Os riscos de energéticos pré-treino com cafeína, que prometem resultado rápido

Os riscos de energéticos pré-treino com cafeína, que prometem resultado rápido

Vendidos em cápsulas ou como bebidas, os pré-treinos são turbinados com cafeína e vendidos sem prescrição médica

pt_BRPortuguese