Voltar ao Início

Você está em:

Plano para tentar diminuir dependência do Brasil por fertilizante do exterior

87% dos fertilizantes usados no país são importados. Meta é que produção nacional atenda entre 45% e 50% da demanda
Amanda Omura

Amanda Omura

O governo apresentou nesta quarta-feira (29) um programa para tentar diminuir a dependência do Brasil de fertilizantes importados. O plano foi apresentado pelo vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB), que preside o conselho que cuida do tema como ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio.

Segundo o governo, as ações do Plano Nacional de Fertilizantes (PNF) pretendem fazer com que a produção nacional de fertilizantes forneça entre 45% e 50% da demanda nacional até 2050. Atualmente, ainda segundo o ministério, as importações correspondem a 87% dos fertilizantes utilizados no Brasil, ao custo de US$ 25 bilhões por ano.

O plano prevê, entre outras ações:
reativação de fábricas;
incentivos a novas plantas industriais;
criação de um programa especial de fomento;
criação de linhas de financiamento;
parcerias público-privadas; e
investimento na produção de nutrientes sustentáveis.

O plano foi elaborado e aprovado pelo Conselho Nacional de Fertilizantes e Nutrição de Plantas (Confert), órgão presidido pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, comandado por Alckmin. Também fazem parte do colegiado outros ministérios do governo, além das Embrapa, Petrobras, a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Seguindo cinco diretrizes, o plano estabeleceu 27 metas e 168 ações de curto, médio e o longo prazos. A partir de agora, serão construídos indicadores de acompanhamento para cada uma das metas e uma carteira de projetos para todas as ações previstas.

De acordo com o ministério, as principais ações de curto e médio prazo visam reativar, concluir ou ampliar fábricas de fertilizantes estratégicas para o Brasil, sobretudo nitrogenados e fosfatados.

O programa apresentado pelo governo também propõe medidas para aumentar a oferta de nutrientes orgânicos e organominerais, além de reaproveitamento de resíduos sólidos e dos chamados “remineralizadores”, ou pó de rocha, que podem aumentar o efeito dos fertilizantes químicos.

Posts Relacionados

Lula chama evento com Tarcísio em SP de ‘ato civilizatório’, e diz que dará ‘todo apoio’

Lula chama evento com Tarcísio em SP de ‘ato civilizatório’, e diz que dará ‘todo apoio’

Presidente e governador participaram de cerimônia sobre construção de túnel entre Santos e Guarujá

Bolsonaro pode ter recebido informações da Abin após ex-presidente deixar o cargo

Bolsonaro pode ter recebido informações da Abin após ex-presidente deixar o cargo

A suspeita é de que assessores de Carlos Bolsonaro pediam informações para o ex-diretor da Abin, Alexandre Ramagem

Governo estuda prorrogar GLO em portos e aeroportos por 6 meses

Governo estuda prorrogar GLO em portos e aeroportos por 6 meses

As Forças Armadas ganharam poder de polícia nos aeroportos, e nos portos a Marinha passou a monitorar os acessos

Lula conversa com presidente do Equador e oferece ajuda em crise de segurança

Lula conversa com presidente do Equador e oferece ajuda em crise de segurança

Há preocupação no Palácio do Planalto de que a escalada da violência atinja brasileiros que vivem no Equador

CGU conclui que é falso registro de que Bolsonaro teria se vacinado contra a Covid

CGU conclui que é falso registro de que Bolsonaro teria se vacinado contra a Covid

De acordo com a Controladoria, os resultados serão encaminhados às autoridades do estado e do município de São Paulo

Isenção fiscal para líderes religiosos tiraR$ 300 milhões dos cofres públicos

Isenção fiscal para líderes religiosos tiraR$ 300 milhões dos cofres públicos

Suspensão da regra que desonerava líderes religiosos abriu novo capítulo de desgaste com equipe econômica

G20 terá grupo de Empoderamento Feminino para discutir igualdade e misoginia

G20 terá grupo de Empoderamento Feminino para discutir igualdade e misoginia

Como Brasil preside grupo de países, debates serão coordenados pela ministra das Mulheres, Cida Gonçalves

Ministro Lewandowski começa a montar equipe na próxima semana

Ministro Lewandowski começa a montar equipe na próxima semana

Ana Maria Alvarenga Mamede Neves trabalha com o novo ministro desde 2010 e já foi chefe de gabinete de Lewandowski

pt_BRPortuguese