Voltar ao Início

Você está em:

Pólio e sarampo: imunização em escolas pode ajudar a reverter queda da cobertura vacinal

Dados de uma pesquisa recente indicam que a aceitação de mães de crianças e jovens é alta para a estratégia de imunização
Amanda Omura

Amanda Omura

As campanhas de vacinação contra o sarampo e a poliomielite começam no mês de maio e vão estar disponíveis em escolas públicas — uma estratégia dos Ministérios da Saúde e da Educação com o objetivo de tentar recuperar parte da cobertura da imunização contra as doenças, que ficou muito abaixo do esperado em 2022.

Para a poliomielite, a faixa de cobertura vacinal recomendada é de 80%. No ano passado, mesmo com a prorrogação da campanha, o reforço da vacina chegou a somente 54% das crianças brasileiras entre um e quatro anos.

Já contra o sarampo, apenas 47,08% das crianças receberam o imunizante em 2022, sendo que a meta de cobertura vacinal é 95%.

Em 2016, o Brasil recebeu o certificado de país livre do sarampo pela (Organização Pan-Americana da Saúde), mas o perdeu em 2019, após a confirmação de um caso da doença no Pará.

No ano passado, casos em São Paulo reacenderam o alerta para a importância da proteção contra a doença.

Em resposta à BBC News Brasil, o Ministério da Saúde afirmou que vai reforçar o Programa Saúde na Escola, mas ainda não há detalhes de quais serão as estratégias usadas para isso.

Embora o público-alvo sejam crianças menores de cinco anos de idade, a ideia do plano é alcançar também aquelas que estão com as doses atrasadas.

O sucesso da vacinação em escolas em campanhas anteriores
A eficácia dessa estratégia varia de acordo com o contexto e a doença em questão, mas há evidências de que ela pode ser bastante efetiva em aumentar a cobertura vacinal.

No Brasil, por exemplo, a vacinação em escolas públicas foi responsável por aumentar a cobertura vacinal contra a poliomielite, em 2011, protegendo crianças de 5 a 6 anos, e um ano antes, contra a meningite C, esta campanha focada em jovens de 11 a 19 anos.

Em 2014, outro exemplo de sucesso bastante celebrado entre os médicos: o Ministério da Saúde lançou a campanha de vacinação contra o HPV em escolas públicas para meninas de 11 a 13 anos, as doses eram dadas dentro do ambiente escolar, e a primeira dose teve adesão de 92% na época.

Posts Relacionados

SP tem alta de 32% em casos de gastroenterite em 2023; como prevenir

SP tem alta de 32% em casos de gastroenterite em 2023; como prevenir

Transmitida pelo contato com bactérias ou vírus presentes em água e alimentos contaminados, virose é comum no período de verão

Rio proíbe uso de celulares nas escolas até no recreio; veja exceções

Rio proíbe uso de celulares nas escolas até no recreio; veja exceções

A medida veio depois de uma consulta pública, aberta em dezembro, em que 83% concordaram com a restrição

Um terço dos eleitores do RJ ainda não tem biometria cadastrada; prazo vai até maio

Um terço dos eleitores do RJ ainda não tem biometria cadastrada; prazo vai até maio

TRE-RJ quer cadastrar cerca de 4,4 milhões de eleitores até eleições municipais. Total representa 34,15% do eleitorado do estado

Entenda por que tem mais dengue com o El Niño e por que a situação pode piorar

Entenda por que tem mais dengue com o El Niño e por que a situação pode piorar

É esperado um pico da epidemia para o final de março e começo de abril, o que gera uma 'perspectiva grande de piorar o quadro'

Ambev começa credenciamento de ambulantes para trabalhar no carnaval

Ambev começa credenciamento de ambulantes para trabalhar no carnaval

Segundo a empresas, podem se inscrever somente pessoas maiores de 18 e que possuam residência no município de São Paulo

Celular Seguro ultrapassa 12 mil alertas de roubo ou perda um mês após lançamento

Celular Seguro ultrapassa 12 mil alertas de roubo ou perda um mês após lançamento

O principal motivo de bloqueio foi roubo (5.496 ocorrências), seguido de furto (3.965), perda (2.549) e outros (601)

Mais de um terço dos municípios têm moradores em áreas de risco de desastres

Mais de um terço dos municípios têm moradores em áreas de risco de desastres

Documento de ministérios do governo federal identificou 1.942 cidades com regiões suscetíveis a deslizamentos, enxurradas e inundações

Leilão da Receita tem carro por R$ 15 mil e celulares por R$ 500; veja como participar

Leilão da Receita tem carro por R$ 15 mil e celulares por R$ 500; veja como participar

As propostas de valor para o leilão podem ser feitas até as 21h do dia 29 de janeiro, e a sessão pública para lances ocorre

pt_BRPortuguese