Voltar ao Início

Você está em:

Congresso cria sistema digital para pedidos de emendas de relator e promete ampliar transparência

Plataforma será usada por parlamentares, prefeitos e agentes públicos; hoje, pedidos são feitos em papel e escaneados
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O Congresso Nacional passará a adotar um novo sistema eletrônico para registrar as solicitações de emendas de relator ao Orçamento Geral da União. Esses pedidos são feitos por deputados, senadores, prefeitos e agentes públicos e analisados pelo relator do Orçamento no Congresso.

O sistema foi apresentado nesta quinta-feira (10) pela Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira da Câmara dos Deputados. A ideia, segundo os técnicos, é reduzir o consumo de papel e facilitar o processamento de dados das solicitações.
Atualmente, os ofícios para pedir a inclusão de algum gasto específico no Orçamento da União, via emenda de relator, são apresentados em papel e digitalizados.

De acordo com o Congresso, a mudança no sistema vai ampliar a transparência dessa modalidade de emenda, que ficou conhecida como "orçamento secreto" justamente pela falta de divulgação dos valores.

A mudança atende a uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, em dezembro, mandou o Congresso dar mais transparência a essas emendas. Desde então, o site do Congresso passou a divulgar arquivos em PDF com os papéis digitalizados – o que tornava os dados públicos, mas ainda dificultava tabelar e analisar os números.

Segundo o relator do Orçamento de 2022, deputado Hugo Leal (PSD-RJ), o novo sistema será aberto a todos os cidadãos. As regras e os mecanismos para esse acesso, no entanto, ainda estão sendo estudados.
“O público em geral terá acesso a todos os pedidos que estarão lá. É um sistema aberto, não é fechado. A informação vai estar acessível, assim como na Plataforma Brasil e outros sistemas operacionais do Executivo”, afirmou Leal.

Posts Relacionados

STF dá 10 dias para governo de SP explicar projeto das escolas cívico-militares

STF dá 10 dias para governo de SP explicar projeto das escolas cívico-militares

Projeto foi sancionado no final de abril por Tarcísio depois ser aprovado na Alesp sob forte protesto de estudantes

STF rejeita pedido para proibir parentes na chefia do Legislativo e Executivo ao mesmo tempo

STF rejeita pedido para proibir parentes na chefia do Legislativo e Executivo ao mesmo tempo

Cármen Lúcia defendeu que cabe ao Legislativo impor restrições a parentes chefiando cargos no mesmo estado

Lula diz que ‘muita gente fica com raiva’ diante de medidas de proteção ao meio ambiente

Lula diz que ‘muita gente fica com raiva’ diante de medidas de proteção ao meio ambiente

Ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, anunciou uma série de ações do governo para a área ambiental

Lula encontra Zoran Milanović e reafirma meta de desmatamento zero na Amazônia

Lula encontra Zoran Milanović e reafirma meta de desmatamento zero na Amazônia

Os líderes trataram do estreitamento das relações bilaterais e das relações do Brasil com a União Europeia

Congresso abre R$ 2,8 bilhões em créditos para Saúde e Desenvolvimento Regional

Congresso abre R$ 2,8 bilhões em créditos para Saúde e Desenvolvimento Regional

Oposição criticou e disse que texto serviria de arranjo para 'balcão de negócios' no Congresso. Projeto vai à sanção

Cotas em concursos públicos: Dino prorroga até Congresso aprovar nova lei

Cotas em concursos públicos: Dino prorroga até Congresso aprovar nova lei

Regra atual prevê 20% de vagas reservadas a candidatos negros em concursos; lei perderia validade em 10 de junho

Senado aprova criação do Programa Nacional de Vacinação em Escolas Públicas

Senado aprova criação do Programa Nacional de Vacinação em Escolas Públicas

O Senado aprovou, nesta terça-feira (21), um projeto que institui o Programa Nacional de Vacinação em Escolas Públicas de todo o país. Agora, a proposta

Entidade diz que 90% do PIB industrial do RS foi afetado por chuvas

Entidade diz que 90% do PIB industrial do RS foi afetado por chuvas

Uma comitiva de industriais gaúchos entregou nesta sexta-feira (17) ao vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) uma lista de pedidos do setor ao governo federal para enfrentamento

pt_BRPortuguese