Voltar ao Início

Você está em:

Primeira ajuda por mar chega à costa de Gaza

Porto foi construído às pressas na costa da Cidade de Gaza. EUA também enviou navio, que cruza o Oceano Atlântico
Amanda Omura

Amanda Omura

O primeiro navio com ajuda alimentar à Faixa de Gaza desde o início da guerra entre Israel e o Hamas chegou nesta sexta-feira (15) à costa do território palestino.

A embarcação, da ONG espanhola Open Arms, inaugura a entrada de ajuda humanitária por mar a Gaza, à revelia de Israel. Os Estados Unidos, que vêm se distanciando do governo israelense, também enviaram uma embarcação com suprimentos ao território palestino, que tem previsão para chegar na semana que vem.

A população de Gaza passou a receber, assim, ajuda humanitária por três vias:
Por terra -- através de caminhões com envios de diversos países coordenados pela ONU;
Pelo ar -- com os lançamentos aéreos feitos pelos EUA;
E, agora, por mar.

Se a nova rota marítima for bem-sucedida, ela poderá ajudar a aliviar a crise de fome que afeta Gaza, onde centenas de milhares de pessoas sofrem de desnutrição. A ONU e hospitais nas áreas mais afetadas do norte relataram que crianças estão morrendo de fome.
Mas o grande desafio é que as embarcações consigam atracar em Gaza -- não há um porto para grandes embarcações no território. O navio da ONG Open Arms ficou parada na costa e descarregou os alimentos, transportados em uma estrutura flutuante anexa à embarcação, em botes de ONGs locais.

O governo de Israel disse que autorizou a operação e auxiliou no descarregamento das caixas de ajuda humanitária.

Já os EUA vão construir um porto provisório, mas as obras podem levar semanas para ficarem prontas. Enquanto isso, ONGs que atuam em Gaza começaram a montar, de forma improvisada, um píer temporário para receber a embarcação que chegou nesta sexta.

O navio da ONG espanhola transportou 200 toneladas de alimentos, provenientes de uma ONG europeia de distribuição de alimentos.

No entanto, as agências de ajuda humanitária têm dito repetidamente que os planos de levar ajuda por via marítima e aérea não serão suficientes para atender as vastas necessidades do território.

Posts Relacionados

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

A profundidade do terremoto, de acordo com a USGS, foi de 5 quilômetros abaixo da superfície -- uma profundidade considerada baixa

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Ele também afirmou que apoiar a Ucrânia é importante porque os russos estão recebendo ajuda para aumentar sua indústria de defesa

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

O primeiro-ministro de Israel é pressionado pela antecipação de eleições gerais e pela crise deflagrada em sua coligação extremista

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

A Guarda Revolucionária do Irã anunciou que sete de seus membros, entre eles três comandantes, morreram no bombardeio

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Os Estados Unidos optaram por jogar caixas de aviões porque há dificuldades para entrar com caminhões na Faixa de Gaza

Rússia e China vetam proposta dos EUA de cessar-fogo

Rússia e China vetam proposta dos EUA de cessar-fogo

Ao justificar seu voto, o embaixador da Rússia na ONU, Vassily Nebenzia, acusou os Estados Unidos de falsas promessas

Regime cubano tenta aplacar a ira da população

Regime cubano tenta aplacar a ira da população

As manifestações populares foram contidas pela repressão policial, em sincronia com o bloqueio imediato do serviço de internet

O que esperar do triunfo eleitoral de Putin?

O que esperar do triunfo eleitoral de Putin?

Presidente russo usará reeleição com supostos 87,2% dos votos como demonstração da unidade nacional para prolongar guerra

pt_BRPortuguese