Voltar ao Início

Você está em:

Projeto sobre fake news terá capítulo voltado à proteção de crianças e adolescentes

Segundo Orlando Silva, proposta vai incorporar parte de legislação europeia aprovada em 2022
Amanda Omura

Amanda Omura

O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), relator do projeto de lei das fake news, afirmou nesta quinta-feira (13) que o novo relatório da proposta conterá um capítulo específico sobre proteção à criança e ao adolescente.

Aprovado pelo Senado em 2020, o texto em análise na Câmara prevê punições para a divulgação de conteúdos falsos e responsabiliza plataformas por negligência no combate à desinformação.

Segundo Orlando Silva, o novo capítulo do parecer incorpora parte da legislação da União Europeia sobre o tema, aprovada em 2022, e não estava no antigo relatório.

Na avaliação do relator, a redação pode ajudar no combate a conteúdos que fazem apologia à violência nas escolas.
Nas últimas semanas, quatro instituições de ensino foram alvos de ataques. E conteúdos de ódio e extremistas, com idolatria a autores de massacres, circulam livremente nas redes sociais.

Apesar do movimento nas redes, o relator negou que a inclusão do dispositivo tenha ligação com os ataques.

Multas e providências
O Ministério da Justiça publicou nesta quarta (12) uma portaria que prevê a suspensão dos serviços e multa de até 12 milhões às plataformas que não tomarem iniciativas para combater conteúdos que fazem apologia a violência nas escolas.

Questionado se pretendia incorporar as regras ao novo relatório, Silva disse que o texto já prevê sanções mais duras às plataformas.
“O que trabalho no texto é mais duro. As multas podem chegar a R$ 50 milhões. E o descumprimento da lei pode gerar até o bloqueio da atividade”, afirmou.

Essa sanção já estava prevista na versão do relatório apresentada em março do ano passado.

O projeto prevê medidas como:
advertência, com prazo para adoção de medidas corretivas de até 30 dias
multa simples, de até 10% do faturamento do grupo econômico no Brasil no seu último exercício ou, ausente o faturamento, multa de R$ 10,00 até R$ 1 mil por usuário cadastrado do provedor sancionado, limitada, no total, a R$ 50 milhões por infração
suspensão temporária das atividades

Posts Relacionados

Rio proíbe uso de celulares nas escolas até no recreio; veja exceções

Rio proíbe uso de celulares nas escolas até no recreio; veja exceções

A medida veio depois de uma consulta pública, aberta em dezembro, em que 83% concordaram com a restrição

Um terço dos eleitores do RJ ainda não tem biometria cadastrada; prazo vai até maio

Um terço dos eleitores do RJ ainda não tem biometria cadastrada; prazo vai até maio

TRE-RJ quer cadastrar cerca de 4,4 milhões de eleitores até eleições municipais. Total representa 34,15% do eleitorado do estado

Entenda por que tem mais dengue com o El Niño e por que a situação pode piorar

Entenda por que tem mais dengue com o El Niño e por que a situação pode piorar

É esperado um pico da epidemia para o final de março e começo de abril, o que gera uma 'perspectiva grande de piorar o quadro'

Ambev começa credenciamento de ambulantes para trabalhar no carnaval

Ambev começa credenciamento de ambulantes para trabalhar no carnaval

Segundo a empresas, podem se inscrever somente pessoas maiores de 18 e que possuam residência no município de São Paulo

Celular Seguro ultrapassa 12 mil alertas de roubo ou perda um mês após lançamento

Celular Seguro ultrapassa 12 mil alertas de roubo ou perda um mês após lançamento

O principal motivo de bloqueio foi roubo (5.496 ocorrências), seguido de furto (3.965), perda (2.549) e outros (601)

Mais de um terço dos municípios têm moradores em áreas de risco de desastres

Mais de um terço dos municípios têm moradores em áreas de risco de desastres

Documento de ministérios do governo federal identificou 1.942 cidades com regiões suscetíveis a deslizamentos, enxurradas e inundações

Leilão da Receita tem carro por R$ 15 mil e celulares por R$ 500; veja como participar

Leilão da Receita tem carro por R$ 15 mil e celulares por R$ 500; veja como participar

As propostas de valor para o leilão podem ser feitas até as 21h do dia 29 de janeiro, e a sessão pública para lances ocorre

Cultura e saúde mental: para 54%, atividades culturais são a principal fonte de bem-estar

Cultura e saúde mental: para 54%, atividades culturais são a principal fonte de bem-estar

Pesquisa mostrou que 42% das pessoas passaram por problemas de saúde mental no último ano

pt_BRPortuguese