Voltar ao Início

Você está em:

Resistência antimicrobiana é um risco para o envelhecimento saudável

Estima-se que, nas próximas décadas, dez milhões de pessoas morrerão por ano vítimas de microrganismos
Amanda Omura

Amanda Omura

E se os remédios nos quais confiamos para vencer infecções não forem mais capazes de nos proteger de doenças conhecidas que se tornariam potencialmente fatais? Infelizmente, é o que estamos na iminência de ver acontecer. Cerca de 700 mil pessoas morrem por ano vítimas da resistência antimicrobiana – que é quando os medicamentos deixam de funcionar para combater microrganismos como fungos, vírus ou bactérias que sofreram alterações genéticas. Nas próximas décadas, a estimativa feita pela Organização das Nações Unidas (ONU) é de que esse número chegue a dez milhões. Por ano, é bom repetir.

A sepse, uma disfunção de órgãos com risco de vida que é causada por uma resposta desregulada a infecções, mata 11 milhões por ano, incluindo 3 milhões de crianças. O quadro é mais comum em pacientes hospitalizados, ou que tiveram alta recentemente, porque o ambiente hospitalar, onde o uso de antibióticos é generalizado, é quase um “berçário” para as superbactérias.

Artigo de Michael Hodin, CEO da Global Coalition on Aging (organização voltada para questões relacionadas à longevidade), em parceria com Susan Wile Schwarz e Olivia Canie, afirma que embora este seja um problema de saúde global, tem um peso desproporcional para os mais velhos:

"Quarenta por cento das mortes nos Estados Unidos provocadas pelos patógenos resistentes a antibióticos ocorrem no grupo acima dos 65 anos. Doenças como pneumonia e infecção urinária, que acometem com frequência os idosos, também são aquelas com cepas de bactérias resistentes à medicação".

Em 1900, pneumonia, tuberculose e infecções gastrointestinais estavam entre as principais causas de morte nos EUA. Entre 1950 e 1970, houve uma era de ouro para os antibióticos. No entanto, entre 2000 e 2020, o Food and Drug Administration (o equivalente norte-americano à Anvisa) assistiu a uma queda de quase 75% em medicamentos desse tipo submetidos à sua aprovação.

A inovação científica na área dos antibióticos está em baixa e precisamos de um novo arsenal contra infecções. Quando uma bactéria sobrevive ao tratamento, essa resistência passa para a próxima geração, até que as drogas existentes se tornam inócuas. A tuberculose multirresistente é um problema em cem países e cerca de 500 mil pessoas desenvolvem a enfermidade anualmente.

O cenário global é um desafio de enormes proporções:
Pelo menos 30% dos antibióticos prescritos nos EUA são desnecessários.
Na Itália, o uso inapropriado de antibióticos varia de 33%, para indivíduos com menos de 45 anos, a 51%, para idosos entre 66 e 75 anos.
Na China, 84% das farmácias vendem antibióticos sem receita.
A expectativa é de que seu uso aumente 200% até 2030.
Nos EUA, o custo econômico da resistência antimicrobiana bate 20 bilhões de dólares por ano em custos diretos e 35 bilhões de dólares em perda de produtividade. Globalmente, a projeção é de um custo de 100 trilhões nas próximas décadas.

Posts Relacionados

Vermelhidão, ressecamento, lesões e coceira: pode ser dermatite atópica

Vermelhidão, ressecamento, lesões e coceira: pode ser dermatite atópica

A dermatite atópica também é conhecida como eczema atópico. De origem grega, o termo significa pele que ferve

Por que algumas pessoas se sentem cansadas o tempo todo?

Por que algumas pessoas se sentem cansadas o tempo todo?

Para algumas pessoas, não importa quanto tempo durmam, elas ainda se sentem cansadas e com pouca energia. Por quê?

Manual de sobrevivência para o carnaval: veja cuidados para evitar ressaca

Manual de sobrevivência para o carnaval: veja cuidados para evitar ressaca

Em tempos de carnaval, nada melhor do que curtir a folia ao máximo. Mas você pensa na sua saúde enquanto aproveita?

O que acontece com corpo quando se para de tomar café

O que acontece com corpo quando se para de tomar café

Costuma causar dor de cabeça, mas também melhora o humor, o sistema gastrointestinal e até a aparência

Dengue: quais são os sintomas e quando é hora de buscar um hospital

Dengue: quais são os sintomas e quando é hora de buscar um hospital

Brasil registrou explosão no número de casos de dengue nas duas primeiras semanas deste ano, com 55.859 casos prováveis

Colágeno: quais os efeitos reais do suplemento na pele?

Colágeno: quais os efeitos reais do suplemento na pele?

Apesar de ser um suplemento popular, o colágeno ainda carece de boas evidências científicas que respaldem o principal benefício

Por que devemos investir no consumo de frutas, legumes e verduras

Por que devemos investir no consumo de frutas, legumes e verduras

Alimentos contêm substâncias bioativas que ajudam no nosso metabolismo. Quanto mais colorido o prato, melhor

Os riscos de energéticos pré-treino com cafeína, que prometem resultado rápido

Os riscos de energéticos pré-treino com cafeína, que prometem resultado rápido

Vendidos em cápsulas ou como bebidas, os pré-treinos são turbinados com cafeína e vendidos sem prescrição médica

pt_BRPortuguese