Voltar ao Início

Você está em:

Risco de incapacidade física é menor para donos de cães

Estudos relacionam nível maior de atividade física de idosos donos de cães e risco menor de enfrentar a síndrome de fragilidade
Amanda Omura

Amanda Omura

Para início de conversa, apesar de amar os cães e ter tido duas vira-latas, um beagle rabugento e uma labradora trapalhona, me rendi ao encanto dos gatos – portanto, essa não é uma coluna contra felinos, como você constatará ao final da leitura. Dito isso, pesquisadores do National Institute for Environmental Studies de Tsukuba (Japão) acabaram de divulgar estudo que sugere que idosos que têm um cachorro apresentam menor risco de incapacidade física.
Não se trata do primeiro trabalho nesta área. Estudos anteriores haviam estabelecido uma relação entre um nível maior de atividade física de idosos donos de cães e um risco menor de enfrentar a chamada síndrome de fragilidade – que se caracteriza por perda de peso, fraqueza, diminuição da velocidade de marcha e do equilíbrio. Desta vez, 11.233 japoneses, com idades entre 65 e 84 anos, responderam a um questionário e os pesquisadores coletaram dados demográficos e de saúde das pessoas, cobrindo o período entre 2016 e 2020. Descobriram que os proprietários de cachorros tinham uma probabilidade 50% maior de não exibir um quadro de incapacitação física, se comparados com tutores de gatos ou com aqueles sem qualquer animal de estimação.

O Japão tem 28% da sua população composta de idosos e todas as alternativas que possam auxiliar no envelhecimento saudável são investigadas à exaustão. A Associação Americana do Coração (American Heart Association) endossa a recomendação: ter um animal, especialmente um cão, pode prevenir doenças cardiovasculares. Somente o fato de sair para passear com o totó obriga o indivíduo a andar, além de ajudar a quebrar o gelo e aumentar o convívio social.

No entanto, é importante pensar na responsabilidade de adotar um pet, já que haverá mudanças na rotina, principalmente para quem gosta de viajar. Outras perguntas necessárias: você tem como sustentar o bicho? Além de ração, é preciso considerar os custos com vacinação e idas ao veterinário. E, se não puder cuidar dele, haverá alguém disposto a acolhê-lo? Outro alerta na hora de escolher uma companhia de quatro patas quando se é idoso: nos EUA, estima-se que, anualmente, mais de 85 mil quedas sejam causadas por cães (quase 88% dos casos) e gatos.

Animais mais velhos que precisam de adoção podem se tornar uma excelente opção. Cães e gatos que se encontram há tempos num abrigo, ou com um cuidador, com frequência passaram por maus tratos. Optar por um animal nessas condições vai fazer toda a diferença para a vida dele, que com certeza se mostrará grato pelo acolhimento e retribuirá com afeição e lealdade. Por último, sou testemunha: apesar da fama de independentes, os gatos se apegam aos tutores e são um poderoso antídoto contra a solidão e a depressão.

Posts Relacionados

Menopausa: qual a relação dos hormônios com a saúde mental da mulher?

Menopausa: qual a relação dos hormônios com a saúde mental da mulher?

Oscilações dos hormônios começam antes mesmo da primeira menstruação e continuam durante toda a vida, até o climatério

Entenda a tocofobia, que leva a exagero em pílulas do dia seguinte

Entenda a tocofobia, que leva a exagero em pílulas do dia seguinte

Segundo ginecologistas e psicólogos, é comum que mulheres que não queiram engravidar sintam algum medo

Cerveja gelada pode não ser a melhor opção para enfrentar a onda de calor

Cerveja gelada pode não ser a melhor opção para enfrentar a onda de calor

Médicos explicam como o consumo de álcool, especialmente em dias quentes, pode agravar quadros de desidratação

Quando o calor se torna perigoso à saúde e como se proteger

Quando o calor se torna perigoso à saúde e como se proteger

Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) prolongou até sexta (17/11) alerta vermelho, nível mais alto, devido às altas temperaturas

Por que é tão difícil dormir quando as noites são tão quentes quanto os dias?

Por que é tão difícil dormir quando as noites são tão quentes quanto os dias?

Dá para dizer que a chave para esse quebra-cabeça do sono está na vasodilatação e nos extremos de temperatura

É gripe, resfriado ou alergia? Conheça os sintomas de cada um

É gripe, resfriado ou alergia? Conheça os sintomas de cada um

Embora vários sintomas se sobreponham, é possível, ao analisá-los, fazer a distinção entre resfriados, gripe e rinite alérgica

Canja de galinha realmente ajuda quem está doente? Entenda a ciência

Canja de galinha realmente ajuda quem está doente? Entenda a ciência

Principais nutrientes vêm do frango, dos vegetais e do arroz. O caldo auxilia na reidratação e o calor ajuda a soltar o muco

Novo remédio contra queda de cabelo é aprovado pela Anvisa: baricitinibe

Novo remédio contra queda de cabelo é aprovado pela Anvisa: baricitinibe

Agência aprovou indicação da droga para tratamento da alopecia areata, doença autoimune que provoca queda capilar

pt_BRPortuguese