Voltar ao Início

Você está em:

Rússia anuncia vitória em regiões ucranianas

O governo russo - que organizou as consultas públicas - afirmou 96% dos votantes escolheram a anexação à Rússia
Amanda Omura

Amanda Omura

A Rússia anunciou nesta terça-feira (27) o resultado parcial do referendo que realizou nos últimos dias em quatro regiões ucranianas ocupadas. O governo russo - que organizou as consultas públicas - afirmou 96% dos votantes escolheram a anexação à Rússia, segundo a agência de notícias estatal do país Tass.

Kiev não reconhece os resultados e afirmou que a consulta pública é uma farsa. Já o chefe do Parlamento russo disse que, com o resultado, as áreas podem ser anexadas em 4 de outubro.

A votação ocorreu desde sexta-feira (23) e durante cinco dias em quatro regiões da Ucrânia - Donetsk e Luhansk, no leste, e Zaporizhzhia e Kherson, no sul. Juntas, elas respondem por 15% do território ucraniano.

O resultado parcial abre caminho para o presidente Vladimir Putin anexar as quatro áreas e, a partir daí, declarar qualquer tentativa de Kiev de recuperar o território como uma declaração de guerra. Em pronunciamento pela TV na semana passada, Putin afirmou que estava disposto a usar armas nucleares para defender a "integridade territorial" da Rússia.

Valentina Matviyenko, chefe da câmara alta do parlamento russo, disse que se os resultados da votação forem favoráveis, poderá considerar a incorporação das quatro regiões até 4 de outubro.
A Ucrânia advertiu repetidamente que a anexação russa de territórios adicionais destruiria qualquer chance de negociações de paz.

A agência de notícias russa RIA disse que as contagens iniciais mostraram maiorias variando de 96,97% na região de Kherson, com base em 14% dos votos contados, a 98,19% em Zaporizhzhia, com base em 18% da contagem.

Ucrânia e Otan discutem aumento de apoio militar às tropas de Kiev
O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse que discutiu nesta terça-feira (27) mais apoio às forças armadas da Ucrânia pelos Estados membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), em uma ligação com o secretário-geral do bloco, Jens Stoltenberg.

Posts Relacionados

Milei se encontra com Elon Musk e oferece apoio

Milei se encontra com Elon Musk e oferece apoio

Presidente da Argentina, Milei ofereceu apoio a Musk nos processos da Justiça brasileira em que o bilionário está sendo investigado

México pede suspensão do Equador na ONU

México pede suspensão do Equador na ONU

O objetivo da denúncia mexicana é "garantir a reparação do dano moral infligido ao Estado mexicano e a seus cidadãos", disse a ministra

Netanyahu diz que já tem data para atacar Rafah

Netanyahu diz que já tem data para atacar Rafah

Ele não deu mais detalhes. Pouco depois, o Departamento de Estado dos Estados Unidos disse que não foi informado sobre os planos

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

A profundidade do terremoto, de acordo com a USGS, foi de 5 quilômetros abaixo da superfície -- uma profundidade considerada baixa

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Ele também afirmou que apoiar a Ucrânia é importante porque os russos estão recebendo ajuda para aumentar sua indústria de defesa

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

O primeiro-ministro de Israel é pressionado pela antecipação de eleições gerais e pela crise deflagrada em sua coligação extremista

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

A Guarda Revolucionária do Irã anunciou que sete de seus membros, entre eles três comandantes, morreram no bombardeio

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Os Estados Unidos optaram por jogar caixas de aviões porque há dificuldades para entrar com caminhões na Faixa de Gaza

pt_BRPortuguese