Voltar ao Início

Você está em:

Entidades internacionais se unem contra a obesidade e o diabetes

Muitas culturas ainda relacionam o sobrepeso à prosperidade, na verdade, trata-se de um fator de risco para inúmeras doenças
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Na semana passada, assisti ao seminário "Obesity and type 2 diabetes: a joint approach to halt the rise" (em tradução livre, “Obesidade e o diabetes tipo 2: uma abordagem conjunta para deter seu crescimento”). Trata-se da união de forças de duas entidades: a International Diabetes Federation e a World Obesity Federation, que pretendem trabalhar com a Organização Mundial de Saúde, governos, acadêmicos e representantes de pacientes com o objetivo de adotar políticas que possam ser implementadas em escala global. Os números mais recentes, de 2021, dão a dimensão do desafio: aproximadamente 537 milhões de adultos, entre 20 e 79 anos, são portadores de diabetes, contingente que chegará a 643 milhões em 2030 – e há pelo menos 1.2 milhão de crianças e adolescentes diagnosticadas com diabetes tipo 1. Três em cada quatro vivem em países de renda média ou baixa e a doença causou 6.7 milhões de mortes e gastos de 966 bilhões de dólares.

O encontro, virtual, reuniu especialistas e participantes de diversos países e ficou claro que a desinformação continua sendo um sério risco à saúde, principalmente porque muitas culturas ainda relacionam o sobrepeso à prosperidade quando, na verdade, é um fator de risco para inúmeras enfermidades, inclusive o diabetes. Aliás, no Sudeste asiático, a doença é vista como uma decorrência natural, quase inevitável, da senioridade. Wannee Nitiyanant, professora emérita do Royal College of Physicians of Thailand, comentou: “na Tailândia, a riqueza é associada à quantidade de gordura na barriga. Se as crianças são magras, os pais acham que vão ser acusados de não alimentá-las adequadamente”. No chat do evento, participantes do mundo todo compartilhavam informações semelhantes. Na Nigéria, boa parte da população não acredita que alimentos com açúcar tenham relação com a obesidade e acha que os alertas para evitar seu consumo não passam de uma ação para lhes negar acesso a um estilo de vida ocidental. Atividades como caminhar em trilhas são vistas como sinal de pobreza! Em Gana, a obesidade também é sinal de riqueza e mulheres acima do peso representam o padrão de beleza.

Mike Lean, professor da Universidade de Glasgow, onde criou o Departamento de Nutrição Humana, afirmou que precisamos de um esforço planetário para estimular a atividade física e frear o ganho de peso: “quando eu era criança, ninguém comia entre as refeições. Éramos até punidos se fizéssemos isso, mas hoje os lanchinhos são a norma. A alimentação deve ter mais nutrientes e menos calorias. O ideal seria voltar aos padrões tradicionais (por aqui, o bom prato de arroz, feijão, salada e alguma proteína), deixando de lado os ultraprocessados que a indústria nos empurra. Temos que conscientizar as novas gerações que o diabetes encurta vidas. Os jovens fumam menos graças às campanhas mostrando que o cigarro provoca câncer. Eles têm que ser alertados sobre o marketing dos alimentos industrializados”.

Posts Relacionados

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Meninas estão entrando na puberdade mais cedo, possivelmente devido à exposição a poluentes atmosféricos

Mulheres vivem mais do que homens, mas com saúde pior, revela estudo

Mulheres vivem mais do que homens, mas com saúde pior, revela estudo

Pesquisa analisou dados sobre as 20 principais doenças causadoras de morte. Resultado mostra influência de fatores biológicos

Cortisol é mesmo o culpado por seus problemas de saúde?

Cortisol é mesmo o culpado por seus problemas de saúde?

"Hormônio do estresse" ganhou fama de vilão, com vídeos nas redes sociais culpando um suposto desequilíbrio hormonal

Sedentarismo e sobrepeso em crianças afetam o desempenho na escola

Sedentarismo e sobrepeso em crianças afetam o desempenho na escola

Os pesquisadores comprovaram a relação dos exercícios físicos com o desempenho cognitivo dos alunos

Zolpidem: ‘Pacientes tomam 300 comprimidos por dia’

Zolpidem: ‘Pacientes tomam 300 comprimidos por dia’

O remédio usado no tratamento contra a insônia, disponível no mercado há mais de 30 anos, ganhou protagonismo maior na última década, pela junção de

Como é feita a aplicação do balão intragástrico e para quem é indicado?

A Academia Mineira de Medicina de Minas Gerais alerta para a importância do diagnóstico precoce em casos de complicações com o balão gástrico, procedimento recomendado

O que acontece no seu cérebro quando você navega no celular

O que acontece no seu cérebro quando você navega no celular

Deslizar o dedo pela tela do celular enquanto conferimos fotos e vídeos é um hábito que pode consumir horas das nossas vidas

4 maus hábitos que afetam a memória quando envelhecemos

4 maus hábitos que afetam a memória quando envelhecemos

A boa notícia é que a atividade física é a melhor garantia para a qualidade de vida de mulheres na meia-idade

pt_BRPortuguese