Voltar ao Início

Você está em:

Outono aumenta riscos de problemas respiratórios; veja dicas para reduzir contágio

Com a flexibilização das máscaras, as infecções virais aumentarão. É essencial que as pessoas continuem se protegendo
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O outono começou no domingo (20) e fatores típicos da estação, como o ar mais seco e a poluição, podem prejudicar o desempenho das defesas naturais do nosso sistema respiratório.
“O tempo frio e seco, habitual do outono e do inverno, leva a um ressecamento das vias aéreas, o que aumenta a dificuldade de formar o muco de forma adequada. Isso diminui a capacidade de defesa da via contra microrganismos", explica o pneumologista Frederico Fernandes, diretor da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia.
As infecções mais comuns no outono são as virais, como gripe e resfriado. "Em geral, esses vírus circulam mais a partir de abril, maio, com uma grande incidência de influenza (gripe) no final de maio e começo de junho. Começa no outono e se estende até o inverno", diz Fernandes.

O pneumologista acredita que, com a flexibilização das máscaras, essas infecções virais aumentarão em 2022. Por isso, é essencial que pessoas com sintomas de infecção respiratória continuem se protegendo e, por consequência, protegendo o próximo.

Infecção bacteriana
Outro tipo de infecção frequente é a bacteriana: amigdalite, faringite, sinusite e pneumonia.

"Se uma virose respiratória começa a ficar mais arrastada, não melhora depois de três dias, ela pode ter se transformado em bacteriana. É preciso atenção caso os sintomas se prolonguem", alerta o pneumologista.
Os sinais de alerta são: febre alta persistente, queda no estado geral de saúde (como a falta de apetite), dificuldade para respirar ou respiração trabalhosa e sintomas que não melhorar a partir do terceiro dia.

Já as manifestações alérgicas mais comuns são a rinite, asma e bronquite. Alguns gatilhos frequentes da estação são: mudanças de temperatura, baixa umidade do ar, mofo, poeira, ácaros.

Dicas para prevenir os problemas respiratórios
Apesar de não ser possível prevenir algumas formas de infecção, algumas atitudes podem reduzir a chance de contágio:

Lavar as mãos frequentemente
Lavar o nariz com soro fisiológico pelo menos três vezes ao dia
Manter hábitos saudáveis (boa noite de sono, exercício físico e alimentação balanceada)
Tomar bastante líquidos
Umidificar o ambiente
Estar com as vacinas em dia
Evitar ambientes fechados ou mal ventilados
Evitar ambientes poluídos
Evitar acúmulo de poeira e mofo em casa
Evitar cobertores e malhas que soltam pelos

Posts Relacionados

Fibromialgia atinge músculos e ligamentos e afeta até 7 vezes mais as mulheres

Fibromialgia atinge músculos e ligamentos e afeta até 7 vezes mais as mulheres

Pacientes com a doença costumam não ser levados a sério. Mulheres têm seis vezes mais chances de desenvolver a síndrome

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Meninas estão entrando na puberdade mais cedo, possivelmente devido à exposição a poluentes atmosféricos

Mulheres vivem mais do que homens, mas com saúde pior, revela estudo

Mulheres vivem mais do que homens, mas com saúde pior, revela estudo

Pesquisa analisou dados sobre as 20 principais doenças causadoras de morte. Resultado mostra influência de fatores biológicos

Cortisol é mesmo o culpado por seus problemas de saúde?

Cortisol é mesmo o culpado por seus problemas de saúde?

"Hormônio do estresse" ganhou fama de vilão, com vídeos nas redes sociais culpando um suposto desequilíbrio hormonal

Sedentarismo e sobrepeso em crianças afetam o desempenho na escola

Sedentarismo e sobrepeso em crianças afetam o desempenho na escola

Os pesquisadores comprovaram a relação dos exercícios físicos com o desempenho cognitivo dos alunos

Zolpidem: ‘Pacientes tomam 300 comprimidos por dia’

Zolpidem: ‘Pacientes tomam 300 comprimidos por dia’

O remédio usado no tratamento contra a insônia, disponível no mercado há mais de 30 anos, ganhou protagonismo maior na última década, pela junção de

Como é feita a aplicação do balão intragástrico e para quem é indicado?

A Academia Mineira de Medicina de Minas Gerais alerta para a importância do diagnóstico precoce em casos de complicações com o balão gástrico, procedimento recomendado

O que acontece no seu cérebro quando você navega no celular

O que acontece no seu cérebro quando você navega no celular

Deslizar o dedo pela tela do celular enquanto conferimos fotos e vídeos é um hábito que pode consumir horas das nossas vidas

pt_BRPortuguese