Voltar ao Início

Você está em:

Psoríase: frio pode piorar condição de quem sofre com doença que não tem cura

Caracterizada por lesões avermelhadas e descamativas na pele, doença não é contagiosa, mas provoca preconceito
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Caracterizada por lesões avermelhadas e descamativas, a psoríase é uma doença inflamatória da pele, que não tem cura, e que pode ser genética ou relacionada ao estresse intenso. Ela não é contagiosa e pode atacar, além da a pele, o couro cabeludo e as unhas.

De acordo com a dermatologista Cristina Salaro, especialista no assunto pela Universidade de Brasília(Unb) e pela Harvard Medical School, a doença autoimune atinge cerca de 190 milhões de pessoas no mundo (2 a 3% da população) e por volta de três milhões de pessoas no Brasil.

De acordo com a médica, durante os dias frios é comum que haja uma piora nos quadros de psoríase. A especialista explica que, com as temperaturas mais baixas, as pessoas costumam tomar banhos mais quentes, e se expõem menos ao sol, o que piora as lesões.
''O ideal é evitar banhos prolongados e água muito quente. Outra dica importante é a exposição solar controlada, sem filtro solar nas áreas acometidas. Geralmente recomendamos 15 minutos de sol ao dia ou em dias alternados'', diz a médica.
Cristina Salaro alerta que, além do tempo frio, estresse, álcool em excesso, tabagismo, pouca luz solar e traumas - machucados sobre a pele – também podem piorar as lesões de quem sofre com a doença crônica .

Principais sintomas da psoríase
Lesões avermelhadas na pele, que descamam e formam "casquinhas"; elas podem ser mais esbranquiçadas ou transparentes
Descamação extensa no couro cabeludo
Unhas grossas, espessas e descamativas
Inchaço nas articulações

Tratamento da psoríase
A médica Cristina Salaro lembra que a psoríase não tem cura, mas que pode ser controlada, principalmente com medicamentos imunomoduladores.

"Cerca de 80% dos casos, são leves e moderados e podem ser controlados com o uso de medicação local, hidratação da pele e exposição ao sol", diz a dermatologista.

Para quem não consegue se expor ao sol todos os dias, os banhos de ultravioleta A e B também são recomendados. No entanto, esse tipo de intervenção deve ocorrer em clínicas especializadas e sob rigorosa orientação médica, alerta a especialista.

''Mesmo com o tratamento, nem sempre é possível reverter a descamação quando ela já estiver instalada. Mas vale lembrar que a pele se renova, e que se instituirmos os cuidados de hidratação corretamente essa descamação pode ser controlada'', diz Cristina Salaro.

Posts Relacionados

Fibromialgia atinge músculos e ligamentos e afeta até 7 vezes mais as mulheres

Fibromialgia atinge músculos e ligamentos e afeta até 7 vezes mais as mulheres

Pacientes com a doença costumam não ser levados a sério. Mulheres têm seis vezes mais chances de desenvolver a síndrome

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Meninas estão entrando na puberdade mais cedo, possivelmente devido à exposição a poluentes atmosféricos

Mulheres vivem mais do que homens, mas com saúde pior, revela estudo

Mulheres vivem mais do que homens, mas com saúde pior, revela estudo

Pesquisa analisou dados sobre as 20 principais doenças causadoras de morte. Resultado mostra influência de fatores biológicos

Cortisol é mesmo o culpado por seus problemas de saúde?

Cortisol é mesmo o culpado por seus problemas de saúde?

"Hormônio do estresse" ganhou fama de vilão, com vídeos nas redes sociais culpando um suposto desequilíbrio hormonal

Sedentarismo e sobrepeso em crianças afetam o desempenho na escola

Sedentarismo e sobrepeso em crianças afetam o desempenho na escola

Os pesquisadores comprovaram a relação dos exercícios físicos com o desempenho cognitivo dos alunos

Zolpidem: ‘Pacientes tomam 300 comprimidos por dia’

Zolpidem: ‘Pacientes tomam 300 comprimidos por dia’

O remédio usado no tratamento contra a insônia, disponível no mercado há mais de 30 anos, ganhou protagonismo maior na última década, pela junção de

Como é feita a aplicação do balão intragástrico e para quem é indicado?

A Academia Mineira de Medicina de Minas Gerais alerta para a importância do diagnóstico precoce em casos de complicações com o balão gástrico, procedimento recomendado

O que acontece no seu cérebro quando você navega no celular

O que acontece no seu cérebro quando você navega no celular

Deslizar o dedo pela tela do celular enquanto conferimos fotos e vídeos é um hábito que pode consumir horas das nossas vidas

pt_BRPortuguese