Voltar ao Início

Você está em:

Seleção quebra paradigma na altitude, afunila mais grupo de Tite para Copa e embarca para sorteio em Doha

A equipe de Tite tem a marca de time seguro, eficiente e que cresce de nível a oito meses da Copa do Mundo no Catar
Amanda Omura

Amanda Omura

A seleção brasileira conseguiu placar histórico com os 4 a 0 (dois de Richarlison, um de Paquetá e outro de Bruno Guimarães) na Bolívia, no estádio Hernando Siles, em La Paz. Foi apenas a terceira vitória em nove duelos nos 3.600 metros bolivianos.

A equipe de Tite tem a marca de time seguro, eficiente e que cresce de nível a oito meses da Copa do Catar. O treinador e a comissão técnica embarcam para Doha para o sorteio de sexta-feira na torcida para que o congresso técnico da Fifa aprove a inclusão de mais três nomes para levar 26, não mais 23.

Foi o terceiro 4 a 0 consecutivo da equipe de Tite. Venceu Paraguai e Chile, em casa, e a Bolívia em La Paz. São 39 gols marcados, saldo de 34 na campanha de recorde das Eliminatórias. A seleção brasileira sofreu apenas cinco gols.

Com a goleada, o Brasil garantiu a melhor campanha da história das Eliminatórias com 45 pontos, a seis da Argentina, mas ainda falta o confronto que deve ser realizado em junho. Também se classificam diretamente ao Catar, além dos argentino, Equador e Uruguai. O Peru vai para a repescagem
A comissão costuma dizer que tem entre 30 a 35 nomes em alto nível para levar ao Mundial. Foram mais de 100 convocados e 40 estreantes neste ciclo. Há a inclinação para olhar ainda com mais atenção para a forma física na hora de fechar a lista, lição que ficou para Tite e a comissão na Rússia em 2018 para levar a 2022 - num tiro curto e com recuperações de poucos dias entre os jogos.

Mas o funil se estreita, depois de boas aparições de Daniel Alves, que disputa com Emerson, e a inclusão de Alex Telles na briga que tem Guilherme Arana e Renan Lodi - Alex Sandro não foi convocado porque recuperava de lesão.

Em La Paz, houve brilho de Bruno Guimarães, com gol e a terceira assistência - após linda tabelinha com Lucas Paquetá, ex-companheiro de Lyon - nos últimos três jogos pela Seleção, e desempenho de bom nível das últimas escolhas de Tite - com a exceção desta vez, em La Paz, de Philippe Coutinho, que pareceu sentir mais os efeitos da altitude boliviana.

O Brasil seguiu à risca a estratégia antecipada por Tite, com linhas de passe curto para deixar a Bolívia longe da bola. O quarteto ofensivo - formado por Antony, Paquetá, Richarlison e Coutinho - atuava próximo e contava com auxílio de Bruno Guimarães e Fabinho.

Posts Relacionados

Mercedes está aberta a receber Sebastian Vettel de volta à F1

Mercedes está aberta a receber Sebastian Vettel de volta à F1

Chefe da equipe alemã, Toto Wolff afirmou que o tetracampeão é alguém "que nunca se pode descartar"; em entrevista recente

Vasco ainda sonha com Marlon Freitas e tem outras duas negociações

Vasco ainda sonha com Marlon Freitas e tem outras duas negociações

A resposta sobre a proposta de R$ 12 milhões pelo volante não foi oficialmente recusada pelo SAF alvinegra, e ainda há conversas

Palmeiras inicia busca para se isolar como maior brasileiro na Libertadores

Palmeiras inicia busca para se isolar como maior brasileiro na Libertadores

Verdão estreia na competição continental nesta quarta-feira, mas deve poupar titulares por estar entre as finais do Paulistão

Landim diz que possível saída do Flamengo afetará Gabigol

Landim diz que possível saída do Flamengo afetará Gabigol

Presidente responde a questionamentos em grupo de WhatsApp com aliados políticos sobre renovação do atacante: "Não seremos reféns"

Dorival aprova início pela Seleção:”O Brasil sai daqui com saldo positivo”

Dorival aprova início pela Seleção:”O Brasil sai daqui com saldo positivo”

Essa é a segunda punição do Peixe; a primeira, pelo não pagamento do técnico Fabián Bustos, foi resolvida após quitação dos R$ 4,7 milhões

Após demissão de Mattos, Rodrigo Pelaipe pede para sair do Vasco

Após demissão de Mattos, Rodrigo Pelaipe pede para sair do Vasco

O dirigente entendeu que não havia mais condição de continuar no clube, já que ele foi contratado pelo agora ex-diretor do clube

Com estreia do Flamengo na Libertadores no dia 2, final do Carioca será no sábado

Com estreia do Flamengo na Libertadores no dia 2, final do Carioca será no sábado

Como o primeiro jogo do Rubro-Negro está marcado para uma terça, a partida número 1 com o Nova Iguaçu será dia 30 de março

Atlético-MG descarta priorizar estreia na Libertadores em meio às finais do Mineiro

Atlético-MG descarta priorizar estreia na Libertadores em meio às finais do Mineiro

Victor Bagy destaca logística complicada para enfrentar o Caracas na Venezuela e cita importância das duas competições para o clube

pt_BRPortuguese