Voltar ao Início

Você está em:

Tite diz que não vai opinar em sucessor na Seleção

Treinador disse não se sentir "eticamente" confortável para influenciar nessa decisão, mas que torce para que seja um brasileiro
Amanda Omura

Amanda Omura

Tite afirmou que não vai opinar na decisão de quem será o sucessor da Seleção após a Copa do Mundo, já que ele não ficará para o próximo ciclo. O treinador disse não se sentir "eticamente" confortável para influenciar nessa decisão, mas que torce para que seja um técnico brasileiro.

  • Não me sinto confortável. Me sinto muito mal. Posso? Posso, mas não quero. Não fiz isso no Corinthians sendo campeão brasileiro e mundial. Tem que pegar executivos com capacidade de entender o que tinha, o que pode manter. Torço para que seja um profissional brasileiro. É o meu sentimento. Nos últimos cinco campeões mundiais sul-americanos, quatro foram treinados por brasileiros: Tite, Abel, Autuori e Felipão, o outro foi Bianchi. Então temos capacidade e profissionais identificados com a cultura e o país.
  • É a minha posição, mas não me sinto confortável em indicar um nome. Tem profissionais que são parecidos com o que eu penso sobre futebol, mas não vou falar o nome. Pega o Juninho porque tem condições de falar - disse Tite.

Quando a bola foi passada para Juninho Paulista, coordenador da seleção principal masculina, o ex-jogador afirmou que ainda não houve conversas em busca de um novo treinador, uma vez que o foco está totalmente direcionado ao Mundial.

  • Nós não tivemos nenhum tipo de conversa nesse sentido. O presidente deixou claro que o foco total agora é Copa do Mundo, então não se fala em sucessor até a Copa. As Eliminatórias para a próxima Copa começam em março de 2023, mas a minha opinião é que, independente do treinador, essa comissão toda deve ser mantida, a estrutura. É muito importante. A Seleção tem essa estrutura desde a última Copa. Antes era apenas um treinador e auxiliar. Agora tem acompanhamento médico, fisiológico, psicológico, auxiliares. Nós vamos in loco acompanhar os jogadores. Esse trabalho diário faz a diferença.

Após ser perguntado por Galvão Bueno sobre a decisão de deixar a Seleção após o Catar, Tite reafirmou que não há chances de seguir no comando da Amarelinha no próximo ciclo. O técnico de 61 anos também disse que não pensa em um destino para o pós-Copa.

"Não há chances de continuar. Absolutamente não. Tenho maturidade na decisão. E também não (tenho destino). Quero ficar de corpo e alma para o melhor trabalho possível na Seleção. Quero ficar em paz. Quero dormir em paz."

Posts Relacionados

Mercedes está aberta a receber Sebastian Vettel de volta à F1

Mercedes está aberta a receber Sebastian Vettel de volta à F1

Chefe da equipe alemã, Toto Wolff afirmou que o tetracampeão é alguém "que nunca se pode descartar"; em entrevista recente

Vasco ainda sonha com Marlon Freitas e tem outras duas negociações

Vasco ainda sonha com Marlon Freitas e tem outras duas negociações

A resposta sobre a proposta de R$ 12 milhões pelo volante não foi oficialmente recusada pelo SAF alvinegra, e ainda há conversas

Palmeiras inicia busca para se isolar como maior brasileiro na Libertadores

Palmeiras inicia busca para se isolar como maior brasileiro na Libertadores

Verdão estreia na competição continental nesta quarta-feira, mas deve poupar titulares por estar entre as finais do Paulistão

Landim diz que possível saída do Flamengo afetará Gabigol

Landim diz que possível saída do Flamengo afetará Gabigol

Presidente responde a questionamentos em grupo de WhatsApp com aliados políticos sobre renovação do atacante: "Não seremos reféns"

Dorival aprova início pela Seleção:”O Brasil sai daqui com saldo positivo”

Dorival aprova início pela Seleção:”O Brasil sai daqui com saldo positivo”

Essa é a segunda punição do Peixe; a primeira, pelo não pagamento do técnico Fabián Bustos, foi resolvida após quitação dos R$ 4,7 milhões

Após demissão de Mattos, Rodrigo Pelaipe pede para sair do Vasco

Após demissão de Mattos, Rodrigo Pelaipe pede para sair do Vasco

O dirigente entendeu que não havia mais condição de continuar no clube, já que ele foi contratado pelo agora ex-diretor do clube

Com estreia do Flamengo na Libertadores no dia 2, final do Carioca será no sábado

Com estreia do Flamengo na Libertadores no dia 2, final do Carioca será no sábado

Como o primeiro jogo do Rubro-Negro está marcado para uma terça, a partida número 1 com o Nova Iguaçu será dia 30 de março

Atlético-MG descarta priorizar estreia na Libertadores em meio às finais do Mineiro

Atlético-MG descarta priorizar estreia na Libertadores em meio às finais do Mineiro

Victor Bagy destaca logística complicada para enfrentar o Caracas na Venezuela e cita importância das duas competições para o clube

pt_BRPortuguese