Voltar ao Início

Você está em:

Toda salada faz bem? Má higienização e excesso de tempero podem ser prejudiciais

Apesar de contribuir para uma alimentação mais saudável, os vegetais crus, se mal higienizados, podem trazer problemas à saúde
Amanda Omura

Amanda Omura

É unanimidade que comer salada torna o prato mais saudável. Além de deixar o prato mais colorido, os vegetais agregam valores nutricionais à refeição, especialmente por conta das fibras.

E o brasileiro tem investido nesse hábito: a frequência de consumo de salada cresceu entre 2002 e 2018 no Brasil, superando os 20%, de acordo com a mais nova Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE.

Apesar de contribuir para uma alimentação mais saudável, os vegetais crus, se mal higienizados, podem trazer problemas à saúde.

A salada melhora a digestão?
Sim! Por ser rica em fibras, a salada é essencial para o bom funcionamento do intestino.

As hortaliças fazem parte dos chamados alimentos in natura, isto é, alimentos minimamente processados. De acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira, são aqueles obtidos diretamente de plantas ou animais – como folhas, frutos, ovos e leite.

Ainda segundo a pesquisa do IBGE, quase metade das calorias consumidas nos lares brasileiros vem desse tipo de alimento.

Entre os principais benefícios da ingestão de salada estão:
Bom funcionamento do intestino, uma vez que os vegetais e folhas são fontes de fibras
Melhora na digestão
Melhora no funcionamento geral do organismo, já que as saladas são ricas em sais minerais e vitaminas

Optar por comer a salada antes do prato principal é uma boa opção para permitir que o corpo tenha tempo necessário para digerir melhor os alimentos. Além disso, o consumo antes do prato faz com que não se coma mais do que o necessário.

Salada mal higienizada por causar doenças?
Sim. Um dos principais pontos que se deve ter atenção quando se come salada é a higienização. Uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) aponta que até as saladas que são pré-higienizadas podem conter bactérias que causam doenças.

Essa opção muitas vezes é considerada mais prática para o dia a dia, por conter hortaliças já higienizadas e cortadas. Mas os nutricionistas alertam que, mesmo nesses casos, é preciso higienizar os vegetais.

Consumir vegetais sem higienização pode causar problemas como gastroenterite, diarreia, vômito mal-estar, mas também podem levar a formas mais graves dessas doenças.

Colocar muito tempero na salada faz mal?
Depende. Se por um lado o excesso de sal é o grande vilão quando se ingere legumes e verduras, utilizar óleos vegetais em certa quantidade pode ser extremamente benéfico.

O presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), Durval Ribas Filho, explica que é importante usar os condimentos com moderação.

"Junto com a pimenta, em molho, não in natura, grandes quantidades de sal são prejudiciais porque promovem um aumento na irritabilidade gástrica. Isso gera uma predisposição à gastrite e, em casos mais graves, até câncer", detalha Durval Ribas Filho.

O alto consumo de sal pode trazer sérios problemas à saúde como hipertensão, aumento no risco de infarto, AVC e insuficiência renal.

Posts Relacionados

Por que algumas pessoas se sentem cansadas o tempo todo?

Por que algumas pessoas se sentem cansadas o tempo todo?

Para algumas pessoas, não importa quanto tempo durmam, elas ainda se sentem cansadas e com pouca energia. Por quê?

Manual de sobrevivência para o carnaval: veja cuidados para evitar ressaca

Manual de sobrevivência para o carnaval: veja cuidados para evitar ressaca

Em tempos de carnaval, nada melhor do que curtir a folia ao máximo. Mas você pensa na sua saúde enquanto aproveita?

O que acontece com corpo quando se para de tomar café

O que acontece com corpo quando se para de tomar café

Costuma causar dor de cabeça, mas também melhora o humor, o sistema gastrointestinal e até a aparência

Dengue: quais são os sintomas e quando é hora de buscar um hospital

Dengue: quais são os sintomas e quando é hora de buscar um hospital

Brasil registrou explosão no número de casos de dengue nas duas primeiras semanas deste ano, com 55.859 casos prováveis

Colágeno: quais os efeitos reais do suplemento na pele?

Colágeno: quais os efeitos reais do suplemento na pele?

Apesar de ser um suplemento popular, o colágeno ainda carece de boas evidências científicas que respaldem o principal benefício

Por que devemos investir no consumo de frutas, legumes e verduras

Por que devemos investir no consumo de frutas, legumes e verduras

Alimentos contêm substâncias bioativas que ajudam no nosso metabolismo. Quanto mais colorido o prato, melhor

Os riscos de energéticos pré-treino com cafeína, que prometem resultado rápido

Os riscos de energéticos pré-treino com cafeína, que prometem resultado rápido

Vendidos em cápsulas ou como bebidas, os pré-treinos são turbinados com cafeína e vendidos sem prescrição médica

Qual a diferença entre compulsão alimentar e comer emocional

Qual a diferença entre compulsão alimentar e comer emocional

Comer emocional acontece quando, em uma ocasião determinada, se come mais do que se comeria normalmente

pt_BRPortuguese