Voltar ao Início

Você está em:

Tomada de Kherson é a maior conquista da Rússia

Russos também atacam Mariupol, a leste de Kherson, e, se conquistarem essa outra cidade, terão controle de toda a região sudeste
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

A tomada da cidade de Kherson, de mais de 250 mil pessoas, em 3 de março, é a principal vitória da Rússia até agora na invasão da Ucrânia, que começou no dia 24 de fevereiro.
Os russos disseram que haviam controlado a cidade no dia 2, mas só nesta quinta-feira o prefeito confirmou que os inimigos dele haviam vencido.
A batalha foi intensa, e há estimativas de que até 300 ucranianos, entre civis e militares, podem ter morrido.

Segundo texto do jornal “New York Times”, há corpos pela cidade, problemas de abastecimento de luz, pouca água e falta comida.
O prefeito Igor Kolykhaev diz que os funcionários das empresas concessionárias de água e luz tentaram resolver os problemas de abastecimento, mas a situação era muito arriscada.
Kherson é uma cidade portuária onde há estaleiros (empresas que constroem navios) na foz do rio Dnieper, perto do Mar Negro. A cidade fica a cerca de 100 quilômetros da Crimeia, a região ucraniana que foi tomada pelos russos em 2014.
O prefeito afirmou que os russos disseram a ele que pretendem estabelecer uma administração militar.
"Não tínhamos armas e não fomos agressivos. Mostramos que trabalhamos para proteger a cidade e tentamos mitigar as consequências da invasão", afirmou Kolykhayev, em mensagem no Facebook.
"Encontramos enormes dificuldades para recolher e enterrar os mortos, para a entrega de alimentos e medicamentos, a coleta de lixo, o socorro a acidentes etc.", afirmou o prefeito, dando um panorama da situação em Kherson.

Mariupol e Odessa
Os russos também têm atacado Mariupol, uma outra cidade no sul da Ucrânia, a cerca de 400 quilômetros a leste de Kherson.
Se as forças russas conquistarem Mariupol, eles passarão a ter o controle de toda a região sudeste da Ucrânia —da Crimeia até as regiões separatistas de Donetsk e Luhansk, que são controladas por separatistas aliados dos russos. Caso Kharkiv caia, os russos passariam a dominar todo o leste da Ucrânia.

Posts Relacionados

Número de palestinos mortos em Gaza ultrapassa 35 mil

Número de palestinos mortos em Gaza ultrapassa 35 mil

De acordo com o Hamas, já são 35.091 mortos e 78.827 feridos desde outubro, quando Israel declarou guerra ao grupo

Com poucos soldados, Ucrânia vai recrutar presos

Com poucos soldados, Ucrânia vai recrutar presos

A Rússia anunciou que vai fazer exercícios militares com armas nucleares táticas no sul em resposta a supostas ameaças

EUA interromperam envio de bombas para Israel

EUA interromperam envio de bombas para Israel

Foram bloqueadas as entregas de 1.800 bombas de 907 kg e de 1.700 bombas de 226 kg, segundo funcionário do governo

Hamas pede ajuda para barrar avanço de Israel

Hamas pede ajuda para barrar avanço de Israel

Exército israelense entrou na segunda-feira (6) na cidade, que fica no extremo sul de Gaza e é considerada o último refúgio de moradores

Hamas aceita proposta de cessar-fogo

Hamas aceita proposta de cessar-fogo

Israel afirmou que os termos desta proposta foram amenizados pelo Egito e que não pode aceitar os termos do acordo

Desodorante natural ou antitranspirante: qual é mais saudável?

Desodorante natural ou antitranspirante: qual é mais saudável?

Nos últimos anos, tem crescido no mercado a oferta de desodorantes naturais que prometem ser menos agressivos na pele

EUA acusam Rússia de usar armamento químico

EUA acusam Rússia de usar armamento químico

A Rússia declarou que já não possui um arsenal químico militar, mas o país enfrenta pressões para uma transparência maior

Câmara da Argentina aprova Lei de Bases de Milei

Câmara da Argentina aprova Lei de Bases de Milei

A Lei de Bases aprovada é uma nova versão, reduzida, da 'Lei Ómnibus'. Além disso, aprovou-se um novo pacote fiscal

pt_BRPortuguese