Voltar ao Início

Você está em:

Treinos táticos, redução do grupo e “cartilha disciplinar”: a primeira semana de Luís Castro

Apresentado na semana passada, o português propôs novos hábitos e alterou a rotina do grupo principal em apenas sete dias
Amanda Omura

Amanda Omura

Uma semana de intertemporada foi suficiente para Luís Castro começar a imprimir sua cara no Botafogo. Ainda se ambientando à estrutura, que vem recebendo melhorias gradativamente, o português propôs novos hábitos e alterou a rotina do grupo principal em apenas sete dias - contados a partir da apresentação do treinador e do primeiro treino comandado por ele, em 29 de março.

As mudanças começaram pela quantidade de pessoas envolvidas no dia a dia do clube. Além do corte significativo no número de jogadores no grupo, que baixou de 43 para 30 - algo que ele mesmo antecipou em sua entrevista coletiva -, incluindo a saída de Ronald para o Novorizontino, o acesso de profissionais alvinegros aos treinamentos foi restringido.

A equipe de trabalho trazida por Luís Castro de Portugal é um dos fatores que colaboram para o acesso estar mais fechado, já que o português desembarcou no Rio de Janeiro com comissão técnica completa. Assim, quem já trabalhava no clube foi perdendo espaço. A começar por Lúcio Flávio, auxiliar técnico da comissão permanente, que assumiu o comando interino do time desde a demissão de Enderson Moreira e foi convidado a treinar o time B com a chegada de Castro. Na última terça-feira (6), foi a vez do clube anunciar a saída do preparador de goleiros Flavio Tenius.

  • Não é surpresa para vocês que um treinador tenha acompanhamento da sua comissão técnica. Também não é surpresa que quando você viaja a família tem um elemento de fora que talvez não se encaixe. Tenho minha comissão e se alguém não se sentir bem ou o contrário não tem problema. Não é questão de caráter ou necessariamente por ser profissional ruim. Eu não abdico de ninguém da minha comissão. Somos um time. Se não estivermos coordenados, acho que teremos dificuldades - explicou Luís Castro na apresentação ao Botafogo.

Cartilha de disciplina
Castro diminuiu a quantidade de treinamentos no período da tarde e marcou as atividades para a manhã. E há cobrança firme com relação aos horários: os jogadores têm de se apresentar com 1h30 de antecedência e podem ser multados em caso de atraso. Além disso, não é permitido celular depois do portão que dá acesso ao campo, para evitar distrações.

Tática e mais tática
Os jogadores do Botafogo estão passando por uma imersão nas ideias táticas de Luís Castro. O português coloca o grupo diariamente em contato com conteúdo sobre o assunto e cobra, na prática, que os movimentos sejam executados durante os treinos.

Posts Relacionados

Mercedes está aberta a receber Sebastian Vettel de volta à F1

Mercedes está aberta a receber Sebastian Vettel de volta à F1

Chefe da equipe alemã, Toto Wolff afirmou que o tetracampeão é alguém "que nunca se pode descartar"; em entrevista recente

Vasco ainda sonha com Marlon Freitas e tem outras duas negociações

Vasco ainda sonha com Marlon Freitas e tem outras duas negociações

A resposta sobre a proposta de R$ 12 milhões pelo volante não foi oficialmente recusada pelo SAF alvinegra, e ainda há conversas

Palmeiras inicia busca para se isolar como maior brasileiro na Libertadores

Palmeiras inicia busca para se isolar como maior brasileiro na Libertadores

Verdão estreia na competição continental nesta quarta-feira, mas deve poupar titulares por estar entre as finais do Paulistão

Landim diz que possível saída do Flamengo afetará Gabigol

Landim diz que possível saída do Flamengo afetará Gabigol

Presidente responde a questionamentos em grupo de WhatsApp com aliados políticos sobre renovação do atacante: "Não seremos reféns"

Dorival aprova início pela Seleção:”O Brasil sai daqui com saldo positivo”

Dorival aprova início pela Seleção:”O Brasil sai daqui com saldo positivo”

Essa é a segunda punição do Peixe; a primeira, pelo não pagamento do técnico Fabián Bustos, foi resolvida após quitação dos R$ 4,7 milhões

Após demissão de Mattos, Rodrigo Pelaipe pede para sair do Vasco

Após demissão de Mattos, Rodrigo Pelaipe pede para sair do Vasco

O dirigente entendeu que não havia mais condição de continuar no clube, já que ele foi contratado pelo agora ex-diretor do clube

Com estreia do Flamengo na Libertadores no dia 2, final do Carioca será no sábado

Com estreia do Flamengo na Libertadores no dia 2, final do Carioca será no sábado

Como o primeiro jogo do Rubro-Negro está marcado para uma terça, a partida número 1 com o Nova Iguaçu será dia 30 de março

Atlético-MG descarta priorizar estreia na Libertadores em meio às finais do Mineiro

Atlético-MG descarta priorizar estreia na Libertadores em meio às finais do Mineiro

Victor Bagy destaca logística complicada para enfrentar o Caracas na Venezuela e cita importância das duas competições para o clube

pt_BRPortuguese