Voltar ao Início

Você está em:

Ucrânia bombardeia região ocupada pela Rússia

Na segunda-feira (11), Kiev revelou plano de contra-atacar em regiões dominadas por forças russas e disse ter reconquistado vilarejo
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Em uma contraofensiva para tentar recuperar seus territórios, a Ucrânia bombardeou nesta terça-feira (12) a região de Kherson, no sul do país, atualmente sob domínio da Rússia. Ao menos sete pessoas morreram e quase 60 ficaram feridas, segundo anunciaram as forças de ocupação de Moscou.

Na segunda-feira (11), o governo ucraniano havia revelado planos de reconquistar territórios ocupados pela Rússia, no sul e no leste do país, utilizando armas e equipamentos que vêm sendo fornecidos ao país pelos Estados Unidos e por países europeus.

Foi o que aconteceu no ataque desta terça-feira, segundo a vice-comandante da administração das forças de ocupação russas em Kherson, Ekaterina Gubareva. Gubareva confirmou o balanço de sete mortos e acusou as forças ucranianas de de terem utilizado o sistema americano de lançadores de foguetes múltiplos HIMARS.
"Está claro que foi um ataque deliberado, violento e cínico com mísseis de alta precisão. Aqui não há alvos militares (…) armazéns foram atingidos, assim como lojas, uma farmácia, postos de gasolina e até uma igreja", disse o comandante da administração cívico-militar instalada pelos russos na região de Kherson, Vladimir Leontiev.
A Ucrânia não falou em número de mortos e afirmou que atacou alvos militares em Nova Kakhovka, com um balanço de 52 militares russos e um depósito de munições destruído.

Imagens divulgadas pelas autoridades de ocupação mostram vários edifícios destruídos. "Dezenas de casas foram atingidas (…) estamos retirando as pessoas dos escombros", declarou Leontiev. "É uma tragédia terrível. O número de vítimas vai aumentar porque a magnitude dos danos é enorme".

O exército ucraniano investe na contraofensiva na região de Kherson aproveitando que a maior parte das tropas russas está mobilizada no Donbass, leste da Ucrânia. Localizada no sul do país, Kherson faz fronteira com a Crimeia, região anexada por Moscou em 2014.
Na segunda-feira (11), Kiev afirmou que conseguiu recuperar território e se aproximou de Kherson, que tem 290.000 habitantes, mas ainda não conseguiu avançar profundamente na área de defesa russa.

Posts Relacionados

Número de palestinos mortos em Gaza ultrapassa 35 mil

Número de palestinos mortos em Gaza ultrapassa 35 mil

De acordo com o Hamas, já são 35.091 mortos e 78.827 feridos desde outubro, quando Israel declarou guerra ao grupo

Com poucos soldados, Ucrânia vai recrutar presos

Com poucos soldados, Ucrânia vai recrutar presos

A Rússia anunciou que vai fazer exercícios militares com armas nucleares táticas no sul em resposta a supostas ameaças

EUA interromperam envio de bombas para Israel

EUA interromperam envio de bombas para Israel

Foram bloqueadas as entregas de 1.800 bombas de 907 kg e de 1.700 bombas de 226 kg, segundo funcionário do governo

Hamas pede ajuda para barrar avanço de Israel

Hamas pede ajuda para barrar avanço de Israel

Exército israelense entrou na segunda-feira (6) na cidade, que fica no extremo sul de Gaza e é considerada o último refúgio de moradores

Hamas aceita proposta de cessar-fogo

Hamas aceita proposta de cessar-fogo

Israel afirmou que os termos desta proposta foram amenizados pelo Egito e que não pode aceitar os termos do acordo

Desodorante natural ou antitranspirante: qual é mais saudável?

Desodorante natural ou antitranspirante: qual é mais saudável?

Nos últimos anos, tem crescido no mercado a oferta de desodorantes naturais que prometem ser menos agressivos na pele

EUA acusam Rússia de usar armamento químico

EUA acusam Rússia de usar armamento químico

A Rússia declarou que já não possui um arsenal químico militar, mas o país enfrenta pressões para uma transparência maior

Câmara da Argentina aprova Lei de Bases de Milei

Câmara da Argentina aprova Lei de Bases de Milei

A Lei de Bases aprovada é uma nova versão, reduzida, da 'Lei Ómnibus'. Além disso, aprovou-se um novo pacote fiscal

pt_BRPortuguese