Voltar ao Início

Você está em:

Ucrânia denuncia atrocidades cometidas pela Rússia

Entre os casos estão situações de sequestro, estupro e execuções desde o início do conflito, em 24 de fevereiro
Amanda Omura

Amanda Omura

A Ucrânia e seus aliados denunciaram nesta quinta-feira (12) uma "lista interminável" de atrocidades cometidas pela Rússia desde a sua invasão em 24 de fevereiro, em uma sessão extraordinária do Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra, que foi boicotada por Moscou.
Na reunião convocada a pedido da Ucrânia, os 47 países-membros do Conselho devem se pronunciar sobre um projeto de resolução que pede uma "investigação" pela comissão internacional da ONU sobre as graves violações de direitos humanos atribuídas às tropas durante a ocupação russa.

De acordo com o texto, os abusos foram cometidos nas áreas próximas a Kiev, em Chernihiv, Kharkiv e em Sumy entre o final de fevereiro e março de 2022 e a resolução busca "pedir que os responsáveis sejam responsabilizados".
"Milhares de pessoas do meu país perderam a vida. Os bombardeios e tiros russos fazem parte de nossa vida diária", declarou a primeira vice-ministra das Relações Exteriores da Ucrânia, Emine Dzhaparova, na abertura da sessão, em um discurso por videoconferência.

A representante denunciou atos de tortura, desaparecimentos forçados, violência sexual e de gênero.
"A lista de crimes russos é interminável", denunciou antes de mostrar um desenho feito por uma criança que foi estuprada na frente de sua mãe.

Durante as discussões, muitos diplomatas aliados de Kiev, mas também funcionários da ONU, expressaram sua indignação com o sofrimento dos ucranianos.
"A agressão russa envolve a descoberta de fatos cada vez mais macabros a cada dia", disse o embaixador francês, Jérôme Bonnafont. Seu colega britânico denunciou a "campanha brutal" de Moscou.

A alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet indicou que seu gabinete continua verificando as acusações.
"A extensão das execuções ilegais, incluindo os indícios de execuções sumárias nas áreas do norte de Kiev é chocante", declarou, especificando que até agora tem informações sobre 300 casos.

Posts Relacionados

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

A profundidade do terremoto, de acordo com a USGS, foi de 5 quilômetros abaixo da superfície -- uma profundidade considerada baixa

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Ele também afirmou que apoiar a Ucrânia é importante porque os russos estão recebendo ajuda para aumentar sua indústria de defesa

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

O primeiro-ministro de Israel é pressionado pela antecipação de eleições gerais e pela crise deflagrada em sua coligação extremista

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

A Guarda Revolucionária do Irã anunciou que sete de seus membros, entre eles três comandantes, morreram no bombardeio

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Os Estados Unidos optaram por jogar caixas de aviões porque há dificuldades para entrar com caminhões na Faixa de Gaza

Rússia e China vetam proposta dos EUA de cessar-fogo

Rússia e China vetam proposta dos EUA de cessar-fogo

Ao justificar seu voto, o embaixador da Rússia na ONU, Vassily Nebenzia, acusou os Estados Unidos de falsas promessas

Regime cubano tenta aplacar a ira da população

Regime cubano tenta aplacar a ira da população

As manifestações populares foram contidas pela repressão policial, em sincronia com o bloqueio imediato do serviço de internet

O que esperar do triunfo eleitoral de Putin?

O que esperar do triunfo eleitoral de Putin?

Presidente russo usará reeleição com supostos 87,2% dos votos como demonstração da unidade nacional para prolongar guerra

pt_BRPortuguese