Voltar ao Início

Você está em:

Ucrânia ensina população a preparar coquetéis molotov

Ministério da Defesa da Ucrânia pediu que população prepare as bombas caseiras, e uma rede de TV transmitiu instruções
Amanda Omura

Amanda Omura

O Ministério da Defesa da Ucrânia pediu à população do distrito de Obolon, próximo à capital Kiev, que preparem coquetéis molotov para ajudarem no enfrentamento às tropas russas, que já estariam no local.

Uma rede de TV ucraniana transmitiu instruções de como preparar os coquetéis molotov, uma espécie de bomba caseira feita com algum tipo de combustível, como gasolina ou álcool.
Em publicação em uma rede social, o ministério pediu ainda que os "moradores pacíficos" da região tenham cuidado e não saiam de casa.

As tropas russas se aproximam da capital da Ucrânia nesta sexta-feira (25), e a cidade se prepara para a invasão, no maio ataque de um país europeu contra outro no mesmo continente desde a Segunda Guerra Mundial.

Idosos convocados
Também em uma rede social, o ministro da Defesa da Ucrânia, Alexei Yurievich Reznikov, convocou os cidadãos maiores de 60 anos "que estejam mental e fisicamente prontos a resistir e vencer o inimigo".

Mais cedo, a Ucrânia proibiu todos os cidadãos do sexo masculino de 18 a 60 anos de deixarem o país. Segundo o Serviço de Guarda de Fronteiras do Estado, a decisão é válida pelo tempo que a Lei Marcial tiver em vigor .

Na quinta-feira (24), o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, decretou Lei Marcial após a Rússia iniciar os ataques militares ao país. A Lei Marcial é uma norma implementada em cenários de conflitos, crises civis e políticas, que substitui as leis e autoridades civis por leis militares.

Exército da Ucrânia está respondendo
Os militares da Ucrânia estão respondendo aos ataques da Rússia no sul e no norte do país, e já há perdas entre os russos, disse o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, em um pronunciamento televisionado na quinta-feira (24), após a invasão russa.

Posts Relacionados

Israel x Hamas: o que acontecerá após trégua?

Israel x Hamas: o que acontecerá após trégua?

Na corda bamba para manter o cargo de premiê, Netanyahu alterna prioridades, indicando que vai prolongar a guerra a qualquer custo

‘Se Lula vier, será bem-vindo’, diz Milei

‘Se Lula vier, será bem-vindo’, diz Milei

Diana Mondino, que é uma das pessoas de maior confiança, declarou que gostaria que o Presidente Lula viesse para a cerimônia

O que se sabe dos reféns do Hamas em Israel

O que se sabe dos reféns do Hamas em Israel

Sua liberação está sendo planejada por etapas, em troca de uma trégua de quatro dias e da soltura de prisioneiros palestinos

Israelenses se armam e se agrupam em milícias

Israelenses se armam e se agrupam em milícias

No comando da segurança interna do país, Ben-Gvir coordena a distribuição de armas e a formação de esquadrões comunitários

ONU aprova resolução que pede pausa humanitária

ONU aprova resolução que pede pausa humanitária

Proposto de Malta sobre guerra entre Israel e Hamas foi votada nesta quarta-feira (15) pelo Conselho de Segurança. Israel rejeita texto

‘Quase um cemitério’: situação do hospital de Gaza

‘Quase um cemitério’: situação do hospital de Gaza

A OMS alertou em 13 de novembro que o Hospital Al-Shifa é "quase um cemitério", com corpos amontoados dentro e fora do local

Tim Scott desiste de tentar concorrer à presidência

Tim Scott desiste de tentar concorrer à presidência

A saída de Scott pode proporcionar um impulso modesto para outros candidatos que tentam desalojar Trump do primeiro lugar

Por que os houthis, do Iêmen, estão atacando Israel?

Por que os houthis, do Iêmen, estão atacando Israel?

Movimento rebelde patrocinado pelo Irã tenta abrir nova frente de guerra e já fez quatro tentativas para atingir o sul do país

pt_BRPortuguese