Voltar ao Início

Você está em:

Ucrânia: impacto dos ataques a reservatórios de água

Ucrânia acusou a Rússia de explodir uma importante represa na região de Kherson. Milhares de pessoas podem estar correndo risco
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

A Ucrânia acusou as forças russas de explodir uma importante represa na região de Kherson, no sul do país.

Milhares de pessoas que vivem abaixo da barragem Kakhovka podem estar correndo risco de inundação.

Este é o mais recente de uma série de ataques a represas na Ucrânia durante a guerra, cuja autoria o governo do país atribui à Rússia.

Onde fica a represa Kakhovka e qual a sua importância?A represa Kakhovka, no Rio Dnipro, contém uma usina hidrelétrica.

As forças russas assumiram seu controle quando ocuparam a região vizinha de Kherson no início da guerra.

Evidências fotográficas sugerem que houve um rompimento enorme na parede da barragem.

A menos de 50 quilômetros rio abaixo da barragem fica a cidade de Kherson, e as autoridades dizem que a água que flui pelo rompimento na barragem está colocando em risco pelo menos 16 mil pessoas. Muitas foram retiradas de lá.

Cem quilômetros rio acima da represa está o reservatório Kakhovka, que fornece água para resfriar os reatores da usina nuclear de Zaporizhzhia (que agora está nas mãos dos russos).

O temor é que, se escoar muita água do reservatório pela barragem danificada, não vai sobrar o suficiente para resfriar os reatores da usina, o que pode resultar em um colapso.

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), órgão de vigilância nuclear da ONU, diz que está monitorando a situação, mas que "não há risco imediato de segurança nuclear".

O reservatório Kakhovka também fornece água potável para a Crimeia por meio de um canal, que agora também pode secar.

O governo da Ucrânia acusou as forças russas de explodir a barragem.

No entanto, uma autoridade local designada pela Rússia disse que apenas a metade superior da usina na represa foi danificada, e que isso foi devido a bombardeios.

Posts Relacionados

Número de palestinos mortos em Gaza ultrapassa 35 mil

Número de palestinos mortos em Gaza ultrapassa 35 mil

De acordo com o Hamas, já são 35.091 mortos e 78.827 feridos desde outubro, quando Israel declarou guerra ao grupo

Com poucos soldados, Ucrânia vai recrutar presos

Com poucos soldados, Ucrânia vai recrutar presos

A Rússia anunciou que vai fazer exercícios militares com armas nucleares táticas no sul em resposta a supostas ameaças

EUA interromperam envio de bombas para Israel

EUA interromperam envio de bombas para Israel

Foram bloqueadas as entregas de 1.800 bombas de 907 kg e de 1.700 bombas de 226 kg, segundo funcionário do governo

Hamas pede ajuda para barrar avanço de Israel

Hamas pede ajuda para barrar avanço de Israel

Exército israelense entrou na segunda-feira (6) na cidade, que fica no extremo sul de Gaza e é considerada o último refúgio de moradores

Hamas aceita proposta de cessar-fogo

Hamas aceita proposta de cessar-fogo

Israel afirmou que os termos desta proposta foram amenizados pelo Egito e que não pode aceitar os termos do acordo

Desodorante natural ou antitranspirante: qual é mais saudável?

Desodorante natural ou antitranspirante: qual é mais saudável?

Nos últimos anos, tem crescido no mercado a oferta de desodorantes naturais que prometem ser menos agressivos na pele

EUA acusam Rússia de usar armamento químico

EUA acusam Rússia de usar armamento químico

A Rússia declarou que já não possui um arsenal químico militar, mas o país enfrenta pressões para uma transparência maior

Câmara da Argentina aprova Lei de Bases de Milei

Câmara da Argentina aprova Lei de Bases de Milei

A Lei de Bases aprovada é uma nova versão, reduzida, da 'Lei Ómnibus'. Além disso, aprovou-se um novo pacote fiscal

pt_BRPortuguese