Voltar ao Início

Você está em:

Vítimas gravam vídeo se escondendo de tiros em Israel

Grupo foi morto em em Zikim, no sul de Israel, por terroristas do Hamas. Mais de duas mil pessoas morreram após início dos ataques
Amanda Omura

Amanda Omura

Dois vídeos divulgados em redes sociais mostram o antes e o depois de assassinatos cometidos pelo Hamas em uma base militar de Zakim, no sul do país, no último sábado (7).

No primeiro vídeo, um grupo se abriga no banheiro da base militar. Entre eles, estão ao menos sete pessoas: uma filmando com o celular, três rapazes, uma garota e dois homens, um dos quais um militar que usa capacete, uniforme de combate e está armado com metralhadora. Ao fundo, é possível ouvir tiros disparados enquanto o grupo fica agachado e em silêncio, tentando se proteger.

O grupo tentava se proteger de terroristas da Brigada Izz el-Deen al-Qassam, o braço armado do grupo extremista Hamas, que atacou a base nas primeiras horas de sábado (7).

Algum tempo depois, eles seriam assassinados —como mostra um segundo vídeo, esse divulgado pela própria Brigada Al-Qassam nas redes sociais: três dos jovens que filmaram a si mesmos se protegendo aparecem mortos no chão.

As imagens são acompanhadas da seguinte mensagem: "Cenas do ataque dos comandos da Brigada Al-Qassam à base militar de Zikim e a captura de um grupo de soldados inimigos. Sábado, 7 de outubro de 2023".

O vídeo do Hamas mostra também a ida dos terroristas pelo mar até chegar em Zikim, e depois um trajeto de carro por Israel.

Conflito
O conflito entre Israel e o grupo extremista Hamas, que controla a Faixa de Gaza, deixou mais de 2 mil mortos até a manhã desta quarta-feira, sendo mais de mil em território israelense, incluindo estrangeiros de diversos países.

Do número total de mortos, em torno de 800 são palestinos, segundo o Ministério da Saúde de Gaza. Além deles, outros 1.500 integrantes do Hamas foram encontrados mortos nesta terça-feira dentro do território de Israel.

Autoridades de ao menos nove países confirmaram ter cidadãos entre os mortos: Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Tailândia, Nepal, Camboja e Paraguai, totalizando 51 pessoas - algumas delas tinham cidadania israelense também. Ainda há vários estrangeiros desaparecidos.

Posts Relacionados

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

A profundidade do terremoto, de acordo com a USGS, foi de 5 quilômetros abaixo da superfície -- uma profundidade considerada baixa

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Ele também afirmou que apoiar a Ucrânia é importante porque os russos estão recebendo ajuda para aumentar sua indústria de defesa

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

O primeiro-ministro de Israel é pressionado pela antecipação de eleições gerais e pela crise deflagrada em sua coligação extremista

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

A Guarda Revolucionária do Irã anunciou que sete de seus membros, entre eles três comandantes, morreram no bombardeio

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Os Estados Unidos optaram por jogar caixas de aviões porque há dificuldades para entrar com caminhões na Faixa de Gaza

Rússia e China vetam proposta dos EUA de cessar-fogo

Rússia e China vetam proposta dos EUA de cessar-fogo

Ao justificar seu voto, o embaixador da Rússia na ONU, Vassily Nebenzia, acusou os Estados Unidos de falsas promessas

Regime cubano tenta aplacar a ira da população

Regime cubano tenta aplacar a ira da população

As manifestações populares foram contidas pela repressão policial, em sincronia com o bloqueio imediato do serviço de internet

O que esperar do triunfo eleitoral de Putin?

O que esperar do triunfo eleitoral de Putin?

Presidente russo usará reeleição com supostos 87,2% dos votos como demonstração da unidade nacional para prolongar guerra

pt_BRPortuguese