Voltar ao Início

Você está em:

Você pode esquecer da dieta nas festas de fim de ano, segundo nutricionistas

Cuidar da alimentação e da saúde é bom, mas os momentos de confraternização são importantes e permitem alguns excessos
Amanda Omura

Amanda Omura

Quando chegam as festas de fim de ano, a nutricionista Lorella Barbi costuma fazer uma recomendação inusitada para seus pacientes.

"Digo pra esquecerem que eu existo, fingir que não me conhecem e se encherem de rabanada", brinca.

Barbi, que é pesquisadora da Universidade de Lisboa, em Portugal, defende que, embora a alimentação tenha a função de nos nutrir, tem também outro papel que não deve ser ignorado.

"A comida tem uma função social e cultural. Não vai ser um grande problema se alguém esquecer da dieta por dois dias se comer bem no resto do ano."

A nutricionista Luiza Mattar vai na mesma linha e ressalta que ninguém precisa ficar preocupado se exagerou na ceia.

"O nosso corpo é resiliente. O que a gente ganha no Natal perde fácil depois. É uma noite e um dia, não é uma semana ou ano inteiro."

Por isso, ela diz que não precisa tentar compensar a comilança depois — e muito menos fechar a boca com antecedência.

Um risco para quem faz isso é cair na compulsão. "Ficar economizando a barriga para a ceia não é uma estratégia boa nem saudável", aconselha Mattar.

"Tem gente que faz dieta por um, dois, três meses ou passa o dia do Natal sem comer para depois abrir a porteira. Mas, na hora, a pessoa não consegue se controlar, porque ficou restringindo tudo antes."

A nutricionista diz ser contra as dietas não só no Natal, mas no ano todo, porque não acredita que elas funcionem e diz que a grande maioria das pessoas recuperam o peso que perderam em pouco tempo.

"Não é bom emagrecer pensando no final do ano e voltar a engordar depois. Isso faz mal para o corpo. É melhor pesar um pouco mais e conseguir manter."

O nutrólogo Carlos Nogueira de Almeida explica que as dietas só são obrigatórias para quem tem alguma restrição alimentar por causa de um problema de saúde.

Ou seja, o diabético não deve ingerir açúcar nem o celíaco deve comer alimentos com glúten mesmo nas festas de fim de ano.

Para essas pessoas, diz o médico, sair da dieta por alguns dias seguidos pode fazer elas irem parar no hospital.

Mas, se a pessoa só quer emagrecer, ela pode comer um pouco a mais sem grande prejuízo nestes momentos, afirma Almeida, que é professor da Universidade Federal de São Carlos.

"Se estamos falando da dieta no sentido médico, a pessoa precisa se cuidar até na ceia, mas, se for dieta no sentido popular, não acho que é o momento adequado, porque tem um componente social e de prazer que também é importante", avalia.

Álcool
O nutricionista Victor Hugo Rosa de Oliveira diz que uma boa alternativa para quem vai beber é não misturar o álcool com algo açucarado, como energético, suco ou refrigerante.

Ele recomenda também não emendar muitos dias de excessos, mas diz que não é para deixar de socializar por medo de engordar.

Posts Relacionados

Por que o álcool é tão perigoso para o cérebro dos jovens

Por que o álcool é tão perigoso para o cérebro dos jovens

O álcool é uma toxina. Seus riscos incluem acidentes, doenças do fígado e muitos tipos de câncer, até em pequenas quantidades

Candidíase em homens: como surge a infecção que causa coceira e manchas

Candidíase em homens: como surge a infecção que causa coceira e manchas

A 'Candida albicans' é um tipo de fungo que normalmente coexiste em equilíbrio na microbiota humana, e faz parte do corpo

Cosméticos: quais substâncias nossa pele consegue ou não absorver

Cosméticos: quais substâncias nossa pele consegue ou não absorver

Marketing traz apelo de várias substâncias com promessas de resultados, mas nem tudo é absorvido pela pele

A teoria do ‘útero errante’ que deu origem ao ultrapassado conceito de histeria

A teoria do ‘útero errante’ que deu origem ao ultrapassado conceito de histeria

Esta crença existiu há mais de 2,4 mil anos, mas o paradigma sobre como o suposto 'animal' afetava o corpo se manteve

Psicóloga incentiva adultos a cuidarem de sua criança interior para superar traumas

Psicóloga incentiva adultos a cuidarem de sua criança interior para superar traumas

Com mais de 8 milhões de seguidores, Nicole Lepera fala sobre como os traumas influenciam a vida adulta em vídeos

Álcool, cravo e óleo de citronela: os repelentes caseiros funcionam contra a dengue?

Álcool, cravo e óleo de citronela: os repelentes caseiros funcionam contra a dengue?

Sem comprovação de eficácia, produtos não são aprovados pela Anvisa e podem causar alergias em contato com a pele

O que a maior revisão de estudos sobre comidas ultraprocessadas revelou

O que a maior revisão de estudos sobre comidas ultraprocessadas revelou

Ultraprocessados, como cereais matinais e refrigerantes, foram associados a 32 efeitos prejudiciais à saúde

Procrastinação: por que algumas pessoas “enrolam” mais do que as outras?

Procrastinação: por que algumas pessoas “enrolam” mais do que as outras?

Por que adiamos declaração de imposto de renda ou fazer faxina? Por que algumas pessoas "enrolam" mais do que as outras?

pt_BRPortuguese