Voltar ao Início

Você está em:

Brasil x Argentina: Fifa abre investigação para apurar atos de violência no Maracanã

Comitê de Disciplina da Fifa abre processo contra CBF e AFA pelos episódios no jogo da última terça pelas Eliminatorias Sul-Americanas
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O Comitê de Disciplina da Fifa abriu investigação para apurar os atos de violência no jogo entre Brasil e Argentina, no Maracanã, na última terça-feira, na sexta rodada das Eliminatorias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026.

A partida – em que o Brasil foi derrotado por 1 a 0 – teve seu início atrasado em quase 30 minutos por causa de uma pancadaria entre policiais militares e torcedores argentinos no setor Sul do Maracanã, atrás de um dos gols.

A entidade abriu processo contra a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), enquadrada no artigo 17 do Código Disciplinar da FIFA (ordem e segurança nas partidas). Já a Associação de Futebol da Argentina (AFA) foi enquadrada no artigo 14.5 (atraso no início do jogo) e no artigo 17.2 (perturbação de torcida).
Não existe prazo para uma decisão e o Código Disciplinar da Fifa não prevê punições específicas para cada infração, mas lista uma série de penas que podem ser aplicadas de acordo com a decisão do Comitê.

As punições podem ser multas, disputar uma ou mais partidas sem público (ou com limitação de público), proibição de mandar jogos em determinado estádio, obrigação de atuar em campo neutro ou até dedução de pontos e expulsão de competições.

1ª derrota em casa
Com gol de Otamendi, a atual campeã retomou a liderança, enquanto a seleção de Fernando Diniz caiu para 6º lugar e amargou a primeira derrota em casa na história do torneio.

As duas equipes fizeram um 1º tempo quente, mas sem muitas oportunidades para os dois lados. Foram 22 faltas, sendo 16 provocadas pelo Brasil.

O time de Fernando Diniz criou a única chance de grande perigo da etapa inicial, quando Romero salvou o chute de Gabriel Martinelli quase que em cima da linha com 44 minutos de jogo.

No 2º tempo, o Brasil seguiu em cima e só não abriu o placar logo no início porque Raphinha parou em uma grande defesa de Dibu Martínez, aos 9. Na sequência, Jesus passou por Romero e tocou na medida para Martinelli, que novamente ficou no goleiro argentino.

Até que aos 17, na primeira chegada da Argentina, Lo Celso cobrou escanteio, Otamendi subiu mais que a marcação e, de cabeça, abriu o placar para a Albiceleste.

Posts Relacionados

Governo divulga regras da tarifa social de água e esgoto, que deve começar a valer em dezembro

Governo divulga regras da tarifa social de água e esgoto, que deve começar a valer em dezembro

A lei entrará em vigor no dia 11 de dezembro de 2024, ou 180 dias após a publicação oficial desta manhã

Número de refugiados no Brasil aumenta 117% em 2023; venezuelanos e cubanos são maioria

Número de refugiados no Brasil aumenta 117% em 2023; venezuelanos e cubanos são maioria

Apenas no ano passado, 77.193 novas pessoas foram reconhecidas refugiadas pelo governo brasileiro

Senado deve votar regulamentação de cigarro eletrônico, apesar de Anvisa ter vetado

Senado deve votar regulamentação de cigarro eletrônico, apesar de Anvisa ter vetado

Senadores favoráveis argumentam que medida vai estabelecer regras para fiscalizar produto que é comercializado clandestinamente

Rodoviária de Porto Alegre reabre após ficar um mês fechada durante enchente

Rodoviária de Porto Alegre reabre após ficar um mês fechada durante enchente

Viagens interestaduais devem ser retomadas a partir do dia 13 de junho, de acordo com o governo do estado

Justiça proíbe derrubada de muro que dificulta acesso à praia no Pontal de Maracaípe

Justiça proíbe derrubada de muro que dificulta acesso à praia no Pontal de Maracaípe

Agência Estadual de Meio Ambiente deve comprovar se construção foi feita dentro do terreno privado

Nova carteira de identidade: três estados ainda não emitem documento

Nova carteira de identidade: três estados ainda não emitem documento

Previsão é de que Bahia, Roraima e Amapá comecem a emitir nova carteira de identidade ainda em junho

Litoral brasileiro: PEC das Praias pode ‘privatizar’ terrenos à beira-mar

Litoral brasileiro: PEC das Praias pode ‘privatizar’ terrenos à beira-mar

O texto no Senado foi discutido numa audiência pública. Ainda está longe de ser analisado por comissões e pelo plenário

Plano com metas da educação ‘caduca’ em julho; congresso deve prorrogar o atual

Plano com metas da educação ‘caduca’ em julho; congresso deve prorrogar o atual

Plano Nacional de Educação determina diretrizes, objetivos e estratégias para a política educacional a cada 10 anos

pt_BRPortuguese