Voltar ao Início

Você está em:

Resistência antimicrobiana é um risco para o envelhecimento saudável

Estima-se que, nas próximas décadas, dez milhões de pessoas morrerão por ano vítimas de microrganismos
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

E se os remédios nos quais confiamos para vencer infecções não forem mais capazes de nos proteger de doenças conhecidas que se tornariam potencialmente fatais? Infelizmente, é o que estamos na iminência de ver acontecer. Cerca de 700 mil pessoas morrem por ano vítimas da resistência antimicrobiana – que é quando os medicamentos deixam de funcionar para combater microrganismos como fungos, vírus ou bactérias que sofreram alterações genéticas. Nas próximas décadas, a estimativa feita pela Organização das Nações Unidas (ONU) é de que esse número chegue a dez milhões. Por ano, é bom repetir.

A sepse, uma disfunção de órgãos com risco de vida que é causada por uma resposta desregulada a infecções, mata 11 milhões por ano, incluindo 3 milhões de crianças. O quadro é mais comum em pacientes hospitalizados, ou que tiveram alta recentemente, porque o ambiente hospitalar, onde o uso de antibióticos é generalizado, é quase um “berçário” para as superbactérias.

Artigo de Michael Hodin, CEO da Global Coalition on Aging (organização voltada para questões relacionadas à longevidade), em parceria com Susan Wile Schwarz e Olivia Canie, afirma que embora este seja um problema de saúde global, tem um peso desproporcional para os mais velhos:

"Quarenta por cento das mortes nos Estados Unidos provocadas pelos patógenos resistentes a antibióticos ocorrem no grupo acima dos 65 anos. Doenças como pneumonia e infecção urinária, que acometem com frequência os idosos, também são aquelas com cepas de bactérias resistentes à medicação".

Em 1900, pneumonia, tuberculose e infecções gastrointestinais estavam entre as principais causas de morte nos EUA. Entre 1950 e 1970, houve uma era de ouro para os antibióticos. No entanto, entre 2000 e 2020, o Food and Drug Administration (o equivalente norte-americano à Anvisa) assistiu a uma queda de quase 75% em medicamentos desse tipo submetidos à sua aprovação.

A inovação científica na área dos antibióticos está em baixa e precisamos de um novo arsenal contra infecções. Quando uma bactéria sobrevive ao tratamento, essa resistência passa para a próxima geração, até que as drogas existentes se tornam inócuas. A tuberculose multirresistente é um problema em cem países e cerca de 500 mil pessoas desenvolvem a enfermidade anualmente.

O cenário global é um desafio de enormes proporções:
Pelo menos 30% dos antibióticos prescritos nos EUA são desnecessários.
Na Itália, o uso inapropriado de antibióticos varia de 33%, para indivíduos com menos de 45 anos, a 51%, para idosos entre 66 e 75 anos.
Na China, 84% das farmácias vendem antibióticos sem receita.
A expectativa é de que seu uso aumente 200% até 2030.
Nos EUA, o custo econômico da resistência antimicrobiana bate 20 bilhões de dólares por ano em custos diretos e 35 bilhões de dólares em perda de produtividade. Globalmente, a projeção é de um custo de 100 trilhões nas próximas décadas.

Posts Relacionados

‘Esquecer’ é tão importante quanto ‘lembrar’ para a longevidade da memória

‘Esquecer’ é tão importante quanto ‘lembrar’ para a longevidade da memória

Professor da UNESP explica que o cérebro não possui um ‘disco rígido’ onde as nossas lembranças são armazenadas

Pipoca é janta? Entenda quando o alimento é considerado saudável e pode ajudar na dieta

Pipoca é janta? Entenda quando o alimento é considerado saudável e pode ajudar na dieta

Fonte de fibras, a pipoca pode ser combinada com outros itens e formar uma refeição. Também é uma boa opção de lanche

Fibromialgia atinge músculos e ligamentos e afeta até 7 vezes mais as mulheres

Fibromialgia atinge músculos e ligamentos e afeta até 7 vezes mais as mulheres

Pacientes com a doença costumam não ser levados a sério. Mulheres têm seis vezes mais chances de desenvolver a síndrome

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Meninas estão entrando na puberdade mais cedo, possivelmente devido à exposição a poluentes atmosféricos

Mulheres vivem mais do que homens, mas com saúde pior, revela estudo

Mulheres vivem mais do que homens, mas com saúde pior, revela estudo

Pesquisa analisou dados sobre as 20 principais doenças causadoras de morte. Resultado mostra influência de fatores biológicos

Cortisol é mesmo o culpado por seus problemas de saúde?

Cortisol é mesmo o culpado por seus problemas de saúde?

"Hormônio do estresse" ganhou fama de vilão, com vídeos nas redes sociais culpando um suposto desequilíbrio hormonal

Sedentarismo e sobrepeso em crianças afetam o desempenho na escola

Sedentarismo e sobrepeso em crianças afetam o desempenho na escola

Os pesquisadores comprovaram a relação dos exercícios físicos com o desempenho cognitivo dos alunos

Zolpidem: ‘Pacientes tomam 300 comprimidos por dia’

Zolpidem: ‘Pacientes tomam 300 comprimidos por dia’

O remédio usado no tratamento contra a insônia, disponível no mercado há mais de 30 anos, ganhou protagonismo maior na última década, pela junção de

pt_BRPortuguese