Voltar ao Início

Você está em:

Promotores conseguem acesso à Twitter de Trump

Os promotores que acusam Donald Trump obtiveram da Justiça um mandado para ter o acesso, que não foi dado de imediato
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Os promotores que acusam Donald Trump obtiveram da Justiça um mandado para ter acesso à conta de Twitter do ex-presidente.

A empresa não deu acesso imediato aos promotores, e por isso tomou uma multa de US$ 350 mil (R$ 1,7 milhão), de acordo com registros divulgados nesta quarta-feira (9). A rede social deveria entregar o material até o dia 27 de janeiro, mas atrasou e só fez isso no dia 9 de fevereiro.

Os promotores já tinham a autorização desde 17 de janeiro. A Justiça considerou que havia motivos suficientes para acreditar que havia evidências de crimes na conta na rede social.

O próprio Trump não foi avisado que os promotores tiveram acesso à conta, porque isso poderia atrapalhar as investigações –ele teria a oportunidade para destruir evidências de crimes.

O Twitter estava proibido de divulgar o mandado. A empresa não concordava com a obrigatoriedade de não divulgar a medida –a companhia de Elon Musk afirmou que essa obrigatoriedade de manter silêncio era uma violação da regra constitucional dos EUA que garante liberdade de discurso.

O que os promotores querem na conta de Trump
Não está claro que informações a promotorria pode ter procurado na conta de Trump no Twitter. Podem ser, por exemplo, dados sobre quando e onde algns posts foram escritos, seu engajamento e as identidades de outras contas que republicaram o conteúdo de Trump.

Trump usou sua conta no Twitter nas semanas que antecederam o ataque de seus apoiadores ao Capitólio em 6 de janeiro de 2021, para espalhar declarações falsas sobre a eleição que os promotores alegam terem sido projetadas para semear desconfiança no processo democrático. Em 6 de janeiro, Trump enviou tuítes instando seu vice-presidente Mike Pence a não certificar a eleição.

A acusação contra Trump
Jack Smith, o promotor que investiga Donald Trump, acusou o ex-presidente de conspirar para não respeitar a vontade dos eleitores e se manter no poder depois de perder a eleição presidencial de 2020 para Joe Biden.

Posts Relacionados

Fogo avança sem controle na Califórnia

Fogo avança sem controle na Califórnia

Chamas anteciparam temporada de incêndios no estado dos EUA. Ventos e baixa visibilidade tornam esforços para apagar fogo 'inúteis'

G7: líderes de países racham sobre aborto

G7: líderes de países racham sobre aborto

Apoio financeiro à Ucrânia é o principal tema do encontro, na Itália, que tem presença do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky

Acordo autoriza entrada da Ucrânia na Otan

Acordo autoriza entrada da Ucrânia na Otan

Zelensky tem planos para que a Ucrânia entre na Otan já faz tempo, mas com a guerra, perdeu apoio dos países que compõem o grupo

Por que Macron pode dissolver o Parlamento na França?

Por que Macron pode dissolver o Parlamento na França?

A medida ocorreu depois da derrota do partido de Emmanuel Macron para de Le Pen nas eleições do Parlamento Europeu

Temos mais armas nucleares que a Europa toda, diz Putin

Temos mais armas nucleares que a Europa toda, diz Putin

Presidente russo afirmou também estar certo de sua vitória na guerra da Ucrânia, mas disse estar aberto a negociações de paz

Eleições no Parlamento Europeu começam

Eleições no Parlamento Europeu começam

A eleição para o Parlamento Europeu é a segunda maior votação do mundo. Espera-se que a participação neste ano seja a maior da história

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Presidente dos EUA chegou a Paris para participar das celebrações pelos 80 anos do Dia D. Ele se reunirá com o rei Charles III

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Presidente eleita assumirá o cargo um mês antes do pleito americano. Biden e Trump duelam para controlar a narrativa sobre migrantes

pt_BRPortuguese