Voltar ao Início

Você está em:

Brasil é eleito para Conselho de Direitos Humanos da ONU, informa Itamaraty

Governo informou que buscará 'maior eficiência' do grupo. Brasil comanda atualmente o Conselho de Segurança da ONU
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O Ministério das Relações Exteriores informou nesta terça-feira (11) que o Brasil foi eleito para integrar o Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Com sede em Genebra (Suíça), o conselho foi criado em 2006 e tem entre suas atribuições promover e proteger os direitos humanos em nível global. O grupo é composto por 47 países, eleitos em votação por maioria direta e secreta. Cada país pode ser eleito por apenas dois mandatos consecutivos.

De acordo com o Itamaraty, o mandato do Brasil no conselho vai de 2024 a 2026. Ao todo, foram 144 votos a favor do país.

"A expressiva votação recebida reflete o reconhecimento da comunidade internacional ao compromisso do Brasil na promoção e proteção dos direitos humanos em âmbito nacional e internacional, assim como sua atuação em defesa da paz, do desenvolvimento sustentável e da democracia", informou o Itamaraty.

"Em seu novo mandato, o Brasil trabalhará pela maior eficiência do Conselho de Direitos Humanos e buscará fortalecer o papel do órgão na prevenção e no enfrentamento das causas estruturais de graves violações dos direitos humanos, com ênfase no diálogo construtivo e na cooperação internacional", acrescentou o Ministério das Relações Exteriores.

Segundo a ONU, também cabe ao conselho:
analisar as violações graves e sistemáticas de direitos humanos;
desenvolver o direito internacional dos direitos humanos.

Sérgio Vieira de Melo
O diplomata brasileiro Sérgio Vieira de Melo já exerceu a função de alto comissário de direitos humanos da ONU. Cabe ao alto comissário prestar serviços para o Conselho de Direitos Humanos.

Ele morreu em 2003, quando chefiava a missão da ONU no Iraque (à época em guerra com os Estados Unidos).

Conselho de Segurança
O Brasil exerce atualmente – de forma temporária, por um mês – a presidência de outro conselho da ONU, o Conselho de Segurança.

Ao todo, são 15 membros, dos quais 5 com assento permanente e 10 com assento não permanente (o caso do Brasil).

Posts Relacionados

Lula diz que pode tentar a reeleição ‘para evitar que trogloditas voltem a governar’

Lula diz que pode tentar a reeleição ‘para evitar que trogloditas voltem a governar’

Petista afirmou, contudo, que há 'muita gente boa' para se candidatar e que reeleição não é primeira hipótese

Governo é contra qualquer mudança na atual legislação do aborto, diz Padilha

Governo é contra qualquer mudança na atual legislação do aborto, diz Padilha

Ministras e ministros do governo Lula se posicionaram contra o projeto de lei que equipara o aborto ao crime de homicídio

Lula defende Haddad, ministro diz que fará revisão de gastos do governo

Lula defende Haddad, ministro diz que fará revisão de gastos do governo

Lula estremeceu o mercado ao enfatizar que não vai apartar agenda social de economia, e precisou defender o ministro

Lula critica ideia de ‘casas provisórias’ para atingidos por enchentes no RS

Lula critica ideia de ‘casas provisórias’ para atingidos por enchentes no RS

Governador do RS anunciou a construção de 500 moradias temporárias, de 27 metros quadrados cada

STF dá 10 dias para governo de SP explicar projeto das escolas cívico-militares

STF dá 10 dias para governo de SP explicar projeto das escolas cívico-militares

Projeto foi sancionado no final de abril por Tarcísio depois ser aprovado na Alesp sob forte protesto de estudantes

STF rejeita pedido para proibir parentes na chefia do Legislativo e Executivo ao mesmo tempo

STF rejeita pedido para proibir parentes na chefia do Legislativo e Executivo ao mesmo tempo

Cármen Lúcia defendeu que cabe ao Legislativo impor restrições a parentes chefiando cargos no mesmo estado

Lula diz que ‘muita gente fica com raiva’ diante de medidas de proteção ao meio ambiente

Lula diz que ‘muita gente fica com raiva’ diante de medidas de proteção ao meio ambiente

Ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, anunciou uma série de ações do governo para a área ambiental

Lula encontra Zoran Milanović e reafirma meta de desmatamento zero na Amazônia

Lula encontra Zoran Milanović e reafirma meta de desmatamento zero na Amazônia

Os líderes trataram do estreitamento das relações bilaterais e das relações do Brasil com a União Europeia

pt_BRPortuguese