Voltar ao Início

Você está em:

Michelle Bolsonaro contrata advogado e diz estar ‘absolutamente tranquila’

Daniel Bialski é criminalista e já a defende em outros casos. Também representa a deputada Carla Zambelli
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro contratou o advogado criminalista Daniel Bialski para representá-la no caso das investigações sobre suposta venda ilegal de presentes oficiais recebidos no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

A escolha do advogado ocorre após a Polícia Federal pedir a quebra do sigilo fiscal e bancário de Michelle e do próprio Bolsonaro. A decisão cabe ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, que deve ouvir a Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre o pedido.

No início da tarde, Bialski divulgou nota: "A defesa da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro informa que pediu acesso aos autos para conhecer quais as suspeitas existentes e que eventualmente mencionam seu nome", diz o texto.

"Mas, desde logo, esclarece que 'a Sra. Michelle Bolsonaro está absolutamente tranquila porque não participou e desconhece ter ocorrido irregularidade ou ilicitude'", finaliza a nota.

Nesta segunda-feira (14), a colunista do g1 Andréia Sadi revelou que a PF já vê elementos para indiciar Michelle Bolsonaro no caso das joias.

A ex-primeira-dama deve ser convocada a depor, mas não há pressa para chamá-la, justamente por já ser possível dar andamento ao indiciamento com os elementos existentes.

Além de Michelle Bolsonaro, o advogado Daniel Bialski já representou a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) e o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro em outros casos.
Entenda o caso
A investigação da Polícia Federal sobre o suposto esquema de negociação ilegal, no exterior, de presentes recebidos por Jair Bolsonaro (PL) no cargo de presidente da República identificou, até este sábado (12), quatro "conjuntos de bens" ofertados em leilão ou venda direta nos Estados Unidos.

Três desses quatro conjuntos foram efetivamente colocados à venda. A Polícia Federal ainda investiga, no entanto, se outros presentes oficiais foram negociados e estima que as transações podem ultrapassar R$ 1 milhão.

Dos três conjuntos colocados à venda, dois tiveram de ser recuperados pelos aliados de Bolsonaro em uma "operação de resgate", nos termos da PF.

Posts Relacionados

Governo é contra qualquer mudança na atual legislação do aborto, diz Padilha

Governo é contra qualquer mudança na atual legislação do aborto, diz Padilha

Ministras e ministros do governo Lula se posicionaram contra o projeto de lei que equipara o aborto ao crime de homicídio

Lula defende Haddad, ministro diz que fará revisão de gastos do governo

Lula defende Haddad, ministro diz que fará revisão de gastos do governo

Lula estremeceu o mercado ao enfatizar que não vai apartar agenda social de economia, e precisou defender o ministro

Lula critica ideia de ‘casas provisórias’ para atingidos por enchentes no RS

Lula critica ideia de ‘casas provisórias’ para atingidos por enchentes no RS

Governador do RS anunciou a construção de 500 moradias temporárias, de 27 metros quadrados cada

STF dá 10 dias para governo de SP explicar projeto das escolas cívico-militares

STF dá 10 dias para governo de SP explicar projeto das escolas cívico-militares

Projeto foi sancionado no final de abril por Tarcísio depois ser aprovado na Alesp sob forte protesto de estudantes

STF rejeita pedido para proibir parentes na chefia do Legislativo e Executivo ao mesmo tempo

STF rejeita pedido para proibir parentes na chefia do Legislativo e Executivo ao mesmo tempo

Cármen Lúcia defendeu que cabe ao Legislativo impor restrições a parentes chefiando cargos no mesmo estado

Lula diz que ‘muita gente fica com raiva’ diante de medidas de proteção ao meio ambiente

Lula diz que ‘muita gente fica com raiva’ diante de medidas de proteção ao meio ambiente

Ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, anunciou uma série de ações do governo para a área ambiental

Lula encontra Zoran Milanović e reafirma meta de desmatamento zero na Amazônia

Lula encontra Zoran Milanović e reafirma meta de desmatamento zero na Amazônia

Os líderes trataram do estreitamento das relações bilaterais e das relações do Brasil com a União Europeia

Congresso abre R$ 2,8 bilhões em créditos para Saúde e Desenvolvimento Regional

Congresso abre R$ 2,8 bilhões em créditos para Saúde e Desenvolvimento Regional

Oposição criticou e disse que texto serviria de arranjo para 'balcão de negócios' no Congresso. Projeto vai à sanção

pt_BRPortuguese