Voltar ao Início

Você está em:

5 técnicas simples e cientificamente comprovadas para dormir melhor

O médico Michael Mosley, apresentador da BBC, investigou o tema para tentar curar a própria insônia e descobriu táticas eficazes
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Uma pesquisa dos Centros de Controle de Doenças dos EUA apontou, em 2016, que um a cada três adultos americanos não dormia o suficiente com regularidade, usando o parâmetro de ao menos 7 horas por noite.

O médico Michael Mosley, apresentador da série de saúde Just One Thing, da BBC, faz parte dessa estatística. Por isso, ele se pôs a investigar técnicas simples e cientificamente comprovadas que ajudem ele e outros insones a dormir melhor.

  1. Reduza o ritmo da respiração
    Uma forma simples, mas incrivelmente poderosa de relaxar é respirar lenta e profundamente. Permita que sua respiração entre em um ritmo. Expire por um pouco mais de tempo do que inspirou.
    Uma pesquisa citada por Mosley aponta que participantes que conseguiram reduzir seu ritmo de respiração caíram no sono em média 20 minutos mais cedo — e dormiram melhor, acordando menos durante a noite.
  2. Aproveitar a luz da manhã
    Mosley conta que um dos melhores conselhos que recebeu quando enfrentava a insônia crônica foi a de despertar na mesma hora todas as manhãs e usar a luz matinal.
    Isso porque acredita-se, com base em pesquisas científicas, que a hora que uma pessoa acorda tem mais influência sobre o relógio biológico do que a hora em que ela vai dormir.
    E uma grande parte disso se deve à luz do dia.
  3. Desfrutar da cama
    Segundo Mosley, se você não consegue dormir, o melhor a fazer é se levantar.
    Talvez soe contraditório, mas trata-se de garantir que a cama seja um espaço que a mente associe ao sono e à tranquilidade, e não à impossibilidade de dormir.
  4. Se esquentar para se resfriar
    Um banho ou uma ducha morna antes de deitar também pode ajudar o sono a chegar mais rapidamente.

Um resumo recente de 13 estudos identificou que as pessoas que tomaram banho quente antes de deitar dormiram 36% mais rápido que os demais, tiveram uma qualidade de sono melhor e se sentiram mais descansados no dia seguinte.

  1. Escutar ao corpo
    Estamos habituados a ouvir que precisamos de oito horas de sono — mas a pressão para alcançar essa meta pode ser estressante e inútil.
    Adultos tendem a necessitar de 7 a 9 horas de sono por noite, mas isso é uma média. Algumas pessoas ficam perfeitamente bem com menos, e outras, com um pouco a mais. É algo que também muda ao longo da vida.

Posts Relacionados

‘Esquecer’ é tão importante quanto ‘lembrar’ para a longevidade da memória

‘Esquecer’ é tão importante quanto ‘lembrar’ para a longevidade da memória

Professor da UNESP explica que o cérebro não possui um ‘disco rígido’ onde as nossas lembranças são armazenadas

Pipoca é janta? Entenda quando o alimento é considerado saudável e pode ajudar na dieta

Pipoca é janta? Entenda quando o alimento é considerado saudável e pode ajudar na dieta

Fonte de fibras, a pipoca pode ser combinada com outros itens e formar uma refeição. Também é uma boa opção de lanche

Fibromialgia atinge músculos e ligamentos e afeta até 7 vezes mais as mulheres

Fibromialgia atinge músculos e ligamentos e afeta até 7 vezes mais as mulheres

Pacientes com a doença costumam não ser levados a sério. Mulheres têm seis vezes mais chances de desenvolver a síndrome

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Meninas estão entrando na puberdade mais cedo, possivelmente devido à exposição a poluentes atmosféricos

Mulheres vivem mais do que homens, mas com saúde pior, revela estudo

Mulheres vivem mais do que homens, mas com saúde pior, revela estudo

Pesquisa analisou dados sobre as 20 principais doenças causadoras de morte. Resultado mostra influência de fatores biológicos

Cortisol é mesmo o culpado por seus problemas de saúde?

Cortisol é mesmo o culpado por seus problemas de saúde?

"Hormônio do estresse" ganhou fama de vilão, com vídeos nas redes sociais culpando um suposto desequilíbrio hormonal

Sedentarismo e sobrepeso em crianças afetam o desempenho na escola

Sedentarismo e sobrepeso em crianças afetam o desempenho na escola

Os pesquisadores comprovaram a relação dos exercícios físicos com o desempenho cognitivo dos alunos

Zolpidem: ‘Pacientes tomam 300 comprimidos por dia’

Zolpidem: ‘Pacientes tomam 300 comprimidos por dia’

O remédio usado no tratamento contra a insônia, disponível no mercado há mais de 30 anos, ganhou protagonismo maior na última década, pela junção de

pt_BRPortuguese