Voltar ao Início

Você está em:

O café é uma trapaça: saiba como a cafeína ‘engana’ o cérebro

Quando ingerimos café, a cafeína é absorvida e toma lugar da adenosina, que está associada à sensação de cansaço
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Há quem diga que o dia só começa depois de uma xícara. Alguns só bebem com açúcar. Outros tomam para ficar em alerta após o almoço ou antes da atividade física. Independentemente da forma de consumo, o café é uma das bebidas mais apreciadas no mundo. No Brasil, só não é mais ingerida que a água.

A fama do café passa pelo seu principal componente: a cafeína. No corpo, a substância melhora o humor, estimula o raciocínio e a memória e tem o poder de fazer o sono passar. Mas, em excesso, pode causar arritmias cardíacas, ansiedade e dependência.

Estudos mostram que tomar café em doses moderadas faz bem à saúde. Há um limite seguro de ingestão diária de cafeína, o que afeta a quantidade de xícaras a serem bebidas. Além disso, o tipo de café e a forma de tomá-lo também fazem diferença na hora de adotar um consumo mais saudável.

O consumo de cafeína por dia não deve ultrapassar os 400 miligramas (mg);
Isso representa de 2 até 4 xícaras pequenas de café;
Cafés instantâneos ou solúveis contêm menos cafeína do que cafés torrados e moídos;
O ideal é evitar o consumo após às 15h;
Não é recomendado a ingestão de 300mg de cafeína de uma vez só;
A cafeína também está presente em energéticos, refrigerantes, chocolates e até remédios.

"A cafeína funciona como um estimulante do sistema nervoso simpático. Então as pessoas se sentem renovadas depois de uma dose de café”, disse Octavio Marques Pontes Neto, neurologista e professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP).

Cafeína 'engana' o cérebro
A adenosina é um neurotransmissor produzido pelo próprio corpo;
Ele vai sendo liberado à medida que a energia vai sendo gasta ao longo do dia;
Conforme a produção de adenosina aumenta, aumenta também a sensação de cansaço;
O que as duas têm em comum? As moléculas de cafeína e de adenosina são muito parecidas. Isso faz com que o cérebro seja "enganado" após a ingestão de uma xícara de café.

A cafeína é absorvida pela corrente sanguínea de 15 até 40 minutos. No cérebro, ela se liga a receptores cerebrais que, até então, estavam recebendo a adenosina. É nessa etapa que a mágica acontece: a cafeína, de certa forma, "engana" o cérebro e inibe a ação da adenosina.

"A cafeína impede que a adenosina faça esse efeito de cansaço", explicou o neurologista Octavio Marques Pontes Neto. “Você fica em estado de alerta porque o café bloqueia a ação da adenosina, que é uma substância relacionada à fadiga", afirmou.

Por isso, após uma xícara de café, o sono passa e você fica hiperativo e mais concentrado.

O estímulo provocado pela cafeína pode durar até seis horas, de maneira geral. Esse tempo pode ser maior em pessoas que tomam anticoncepcional ou outros hormônios. Em gestantes, o efeito pode permanecer de 12 até 15 horas.

Posts Relacionados

‘Esquecer’ é tão importante quanto ‘lembrar’ para a longevidade da memória

‘Esquecer’ é tão importante quanto ‘lembrar’ para a longevidade da memória

Professor da UNESP explica que o cérebro não possui um ‘disco rígido’ onde as nossas lembranças são armazenadas

Pipoca é janta? Entenda quando o alimento é considerado saudável e pode ajudar na dieta

Pipoca é janta? Entenda quando o alimento é considerado saudável e pode ajudar na dieta

Fonte de fibras, a pipoca pode ser combinada com outros itens e formar uma refeição. Também é uma boa opção de lanche

Fibromialgia atinge músculos e ligamentos e afeta até 7 vezes mais as mulheres

Fibromialgia atinge músculos e ligamentos e afeta até 7 vezes mais as mulheres

Pacientes com a doença costumam não ser levados a sério. Mulheres têm seis vezes mais chances de desenvolver a síndrome

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Meninas estão entrando na puberdade mais cedo, possivelmente devido à exposição a poluentes atmosféricos

Mulheres vivem mais do que homens, mas com saúde pior, revela estudo

Mulheres vivem mais do que homens, mas com saúde pior, revela estudo

Pesquisa analisou dados sobre as 20 principais doenças causadoras de morte. Resultado mostra influência de fatores biológicos

Cortisol é mesmo o culpado por seus problemas de saúde?

Cortisol é mesmo o culpado por seus problemas de saúde?

"Hormônio do estresse" ganhou fama de vilão, com vídeos nas redes sociais culpando um suposto desequilíbrio hormonal

Sedentarismo e sobrepeso em crianças afetam o desempenho na escola

Sedentarismo e sobrepeso em crianças afetam o desempenho na escola

Os pesquisadores comprovaram a relação dos exercícios físicos com o desempenho cognitivo dos alunos

Zolpidem: ‘Pacientes tomam 300 comprimidos por dia’

Zolpidem: ‘Pacientes tomam 300 comprimidos por dia’

O remédio usado no tratamento contra a insônia, disponível no mercado há mais de 30 anos, ganhou protagonismo maior na última década, pela junção de

pt_BRPortuguese