Ucrânia diz ter derrubado avião militar da Rússia

Ucrânia diz ter derrubado avião militar da Rússia

  • Redação
  • 19 de abril de 2024
  • Nenhum Comentário
  • 97
  • 3 minutos de leitura

A Ucrânia derrubou um avião militar da Rússia, nesta sexta-feira (19). Segundo as autoridades russas, quatro pilotos que estavam abordo da aeronave conseguiram se ejetar, mas um deles acabou morrendo e outro está desaparecido.

O avião abatido é uma aeronave estratégica de modelo Tu-22M3. O Ministério da Defesa da Rússia disse que o avião caiu na região de Stavropol, no sul do país.

Mais cedo, as autoridades russas afirmaram que a queda do avião parecia ter sido provocada por um problema técnico. No entanto, horas depois, a Ucrânia disse que tinha abatido a aeronave.

“Pela primeira vez, unidades de mísseis antiaéreos da Força Aérea, em cooperação com a Inteligência de Defesa da Ucrânia, destruíram um bombardeiro estratégico de longo alcance Tu-22M3”, afirmou a Força Aérea da Ucrânia.

O comandante ucraniano Mykola Oleshchuk afirmou ainda que aeronave estava sendo usada pela Rússia para atacar cidades da Ucrânia.

O Tu-22M3 é um bombardeiro porta-mísseis supersônico de longo alcance desenvolvido pela Tupolev. O avião foi projetado para destruir alvos marítimos e terrestres por meio de mísseis guiados e bombas aéreas.

Ataque contra a Ucrânia
Antes da Ucrânia anunciar ter abatido o avião, as autoridades do país afirmaram que um ataque com mísseis russos deixou oito pessoas mortas e outras 25 feridas na região de Dnipropetrovsk.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse que o ataque danificou um edifício residencial e uma estação ferroviária na capital regional, Dnipro.

“A Rússia deve ser responsabilizada pelo seu terror e cada míssil, cada Shahed deve ser abatido”, disse Zelensky. “O mundo pode garantir isso e os nossos parceiros têm as capacidades necessárias.”

Homem é preso
Um homem foi preso na quarta-feira (18) na Polônia por participar de um plano para tentar matar Volodymyr Zelensky, o presidente da Ucrânia, segundo a agência de notícias Associated Press.

Related post

Encomendas internacionais: veja empresas que estão no programa da Receita Federal

Encomendas internacionais: veja empresas que estão no programa da…

Ao todo, são 9 empresas já certificadas pela Receita no programa 'Remessa Conforme'
Meninas negras de até 13 anos são maiores vítimas de estupro no Brasil

Meninas negras de até 13 anos são maiores vítimas…

Aumento das mortes de mulheres vão na contramão de dados nacionais, revela Anuário Brasileiro de Segurança Pública
Tebet descarta interromper programas sociais e obras do PAC já iniciadas para cortar gastos

Tebet descarta interromper programas sociais e obras do PAC…

Declaração vem em um momento em que o governo discute bloqueios no Orçamento para equilibrar as contas públicas

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *